Transparência    Ouvidoria    Acesso à Informação    Diário Oficial    Agência Brasília  
 
BALANÇO DAS PRIORIDADES DO GOVERNO DE BRASÍLIA
 
INICIAL    DESTAQUES    TEMÁTICAS    PRIORIDADES    INICIATIVAS    POR ÓRGÃO
LISTA COMPLETA DE INICIATIVAS
211 Prioridades em execução
 
TEMÁTICA PROGRAMA PRIORIDADES SITUAÇÃO ABRIR
1 PLANEJAMENTO METROPOLITANO E RURAL Capacidade de planejar o uso do espaço territorial Reestruturação da TERRACAP como verdadeira agência de desenvolvimento territorial, incumbida de orientar a expansão urbana em Brasília.
2 PLANEJAMENTO METROPOLITANO E RURAL Capacidade de planejar o uso do espaço territorial Construção de habitações para população de baixa renda, dotadas de infraestrutura e serviços públicos.
3 PLANEJAMENTO METROPOLITANO E RURAL Capacidade de planejar o uso do espaço territorial Implantação efetiva de Conselhos de Ordenamento Territorial e Mobilidade, em três esferas: Regional (em cada Região Administrativa), Distrital e na RIDE.
4 PLANEJAMENTO METROPOLITANO E RURAL Capacidade de planejar o uso do espaço territorial Coesão e coerência entre os instrumentos públicos de planejamento e ordenamento territorial, garantindo que o ZEE e o PDOT orientem a elaboração e a aplicação da LUOS, do PPCUB e do PDTU.
5 PLANEJAMENTO METROPOLITANO E RURAL Capacidade de planejar o uso do espaço territorial Identificação, atendidos critérios sociais e ambientais, de novas áreas passíveis de edificação e de áreas com potencial de adensamento (residencial, comercial e para equipamentos públicos) em regiões com infraestrutura instalada, em especial ao longo dos eixos estruturantes de transporte coletivo.
6 PLANEJAMENTO METROPOLITANO E RURAL Uso legal do território Regularização das ocupações historicamente consolidadas, incluídos os condomínios, com estrita observância de condicionantes jurídicas e ambientais.
7 PLANEJAMENTO METROPOLITANO E RURAL Uso legal do território Articulação entre Executivo, Legislativo, Judiciário, Ministério Público e TCDF para promoção da regularização fundiária.
8 PLANEJAMENTO METROPOLITANO E RURAL Uso legal do território Implantação e consolidação de parques urbanos, vilas olímpicas, centros e espaços culturais, praças e feiras em toda Brasília.
9 PLANEJAMENTO METROPOLITANO E RURAL Uso legal do território Programa de estímulo ao desenvolvimento sustentável, com regime diferenciado de gestão e controle (TCDF e controle social) de empreendimentos estruturantes (regime jurídico e estrutura administrativa).
10 PLANEJAMENTO METROPOLITANO E RURAL Política Distrital de Mundanças Climáticas Revisão da Política Distrital de Mudança do Clima.
11 PLANEJAMENTO METROPOLITANO E RURAL Política Distrital de Mundanças Climáticas Elaboração do Plano Distrital de Mudança do Clima.
12 PLANEJAMENTO METROPOLITANO E RURAL Política Distrital de Mundanças Climáticas Elaboração de Planos Setoriais de Mitigação e Adaptação à Mudança do Clima, para setores-chave, como habitação, energia, transportes, agropecuária, tratamento de resíduos e Bioma Cerrado.
13 PLANEJAMENTO METROPOLITANO E RURAL Política Distrital de Mundanças Climáticas Elaboração de mapa de riscos relacionados a eventos climáticos e respectivas medidas de adaptação recomendáveis.
14 PLANEJAMENTO METROPOLITANO E RURAL Política Distrital de Mundanças Climáticas Ligação de todas as unidades de conservação (existentes e novas) por corredores ecológicos.
15 PLANEJAMENTO METROPOLITANO E RURAL Política Distrital de Mundanças Climáticas Consolidação do ZEE como instrumento base de planejamento da ocupação territorial, incorporando as dimensões de mitigação e adaptação às mudanças climáticas.
16 MEIO AMBIENTE Programa Brasília verde Promoção da racionalidade e da agilidade em processos de licenciamento e de regularização ambiental, assegurando a sustentabilidade e a proteção do meio ambiente.
17 MEIO AMBIENTE Programa Brasília verde Ampliação e fortalecimento das Unidades de Conservação de Brasília, inclusive os parques urbanos, a fim de proteger a biodiversidade do Cerrado, os recursos hídricos e as áreas de recarga de aquíferos.
18 MEIO AMBIENTE Programa Brasília verde Estabelecimento de uma política de criação de corredores ecológicos entre grandes unidades de conservação, por meio da criação de pequenos parques e de parcerias com o setor agrícola e proprietários de chácaras para a viabilização do fluxo gênico.
19 MEIO AMBIENTE Programa Brasília verde Levantamento do potencial econômico de produtos da sociobiodiversidade, com o objetivo de desenvolver cadeias produtivas do Cerrado, inclusive de recursos florestais, e promover a inclusão dos povos e comunidades tradicionais.
20 MEIO AMBIENTE Programa Brasília verde Programas de incentivos creditícios e desburocratizantes, de compras públicas e de pagamento por serviços ambientais.
21 MEIO AMBIENTE Programa Brasília verde Fortalecimento e integração dos órgãos ambientais e de fiscalização, com definição clara de suas atribuições na formulação e implementação de políticas ambientais.
22 MEIO AMBIENTE Programa Brasília verde Formulação de uma política integrada com a RIDE para proteção e recuperação das águas e das regiões de recarga de aquíferos do cerrado que abastecem Brasília.
23 MEIO AMBIENTE Programa Brasília verde Recuperação de matas ciliares e outras áreas de preservação permanente.
24 MEIO AMBIENTE Programa Brasília verde Programa de uso e conservação de florestas nativas e aproveitamento sustentável da biodiversidade no Distrito Federal.
25 MEIO AMBIENTE Programa Brasília verde Promoção de programas de recuperação de áreas degradadas e de integração entre agricultura, florestas e pecuária.
26 EDUCAÇÃO Ampliação da cobertura Criação de faculdades distritais para atendimento da demanda em áreas estratégicas do conhecimento
27 EDUCAÇÃO Ampliação da cobertura Construção sustentável de escolas profissionalizantes, em locais estratégicos e com currículos voltados para o mercado de trabalho
28 EDUCAÇÃO Ampliação da cobertura Implantação de projeto para envolvimento de familiares e da comunidade na formação e na inserção econômica dos educandos.
29 EDUCAÇÃO Educação Integral em tempo integral Reforma e adaptação de escolas para atender às necessidades da educação integral em tempo integral, com o objetivo de universalizá-la em Brasília.
30 EDUCAÇÃO Educação Integral em tempo integral Criação de um processo de acompanhamento permanente do aluno com baixo desempenho.
31 EDUCAÇÃO Aprender mais Capacitação de professores para a transição entre os anos iniciais e os anos finais, e criação de incentivos para os professores dos anos finais do Ensino Fundamental.
32 EDUCAÇÃO Aprender mais Criação de mecanismos de proatividade da escola, para busca do aluno que evade
33 EDUCAÇÃO Aprender mais Implantação do Custo Aluno Qualidade - DF, seguindo orientações do CNE
34 EDUCAÇÃO Aprender mais Reforma, adequação e complementação de escolas para acessibilidade.
35 EDUCAÇÃO Aprender mais Adequação e complementação das escolas com quadras de esportes, auditórios, bibliotecas, laboratórios de ciências, línguas e artes.
36 EDUCAÇÃO Aprender mais Melhora da oferta de transporte escolar.
37 EDUCAÇÃO Aprender mais Criação de clubes de interesse e olimpíadas em cada Região Administrativa, com premiação dos melhores alunos.
38 EDUCAÇÃO Aprender mais Criação de plataforma de educação à distância com vídeo-aulas para reforço escolar e preparação para vestibular e concursos públicos.
39 EDUCAÇÃO Valorização, qualificação e adequação do quadro de profissionais e trabalhadores da educação Contratação de professores e recomposição e capacitação das equipes administrativas.
40 GESTÃO E GOVERNANÇA Finanças públicas - respeito e compromisso com o futuro Recuperação da solidez fiscal e reequilíbrio do orçamento do GDF.
41 GESTÃO E GOVERNANÇA Finanças públicas - respeito e compromisso com o futuro Respeito, eficiência e transparência com o cidadão contribuinte.
42 GESTÃO E GOVERNANÇA Reestruturação organizacional Redução de 60% dos cargos comissionados de livre provimento.
43 GESTÃO E GOVERNANÇA Reestruturação organizacional Fortalecimento das Administrações Regionais: redefinição do papel e das competências; estruturação funcional com servidores de carreira, selecionados por concurso público; e eleição para o administrador
44 GESTÃO E GOVERNANÇA Gestão transparente e colaborativa Criação do Gabinete Digital, como plataforma para a democracia digital em Brasília.
45 GESTÃO E GOVERNANÇA Gestão transparente e colaborativa Tratamento e adequação de informações disponibilizadas para melhor compreensão e acompanhamento pela sociedade civil, inclusive com acesso a informações sobre ações do governo e execução orçamentária via plataforma que proporcione acesso ao Sistema Integrado de Gestão Governamental (SIGGO), nos moldes do premiado SIGA Brasil.
46 GESTÃO E GOVERNANÇA Desburocratização de procedimentos Desburocratização da máquina estatal e simplificação do ordenamento jurídico.
47 GESTÃO E GOVERNANÇA Desburocratização de procedimentos Simplificação dos processos de atendimento e prestação de serviços aos cidadãos, aproximando a entrega de serviços à população.
48 GESTÃO E GOVERNANÇA Desburocratização de procedimentos Identificação, redesenho e automação dos processos-chave, com implantação de modelo eficaz de avaliação.
49 GESTÃO E GOVERNANÇA Valorização, qualificação e adequação do quadro de servidores Elaboração de mecanismos que permitam a melhoria da gestão a partir do desenvolvimento de competências, habilidades e atitudes dos gestores e gerentes de equipes.
50 GESTÃO E GOVERNANÇA Valorização, qualificação e adequação do quadro de servidores Definição de uma política de gestão de pessoas que se fundamente na valorização do servidor e na prestação de serviços ao cidadão.
51 GESTÃO E GOVERNANÇA Valorização, qualificação e adequação do quadro de servidores Fortalecimento da Escola de Governo como condutora de um plano global de desenvolvimento de pessoas e implantação da gestão por competências, para qualificar os servidores das diferentes carreiras do GDF
52 GESTÃO E GOVERNANÇA Valorização, qualificação e adequação do quadro de servidores Mapeamento de reais necessidades de pessoal e consequente redistribuição de servidores, além da realização de concursos públicos focados em quadros específicos
53 GESTÃO E GOVERNANÇA Valorização, qualificação e adequação do quadro de servidores Revisão da estrutura de cargos e carreiras, a fim de simplificá-la e adequá-la às novas demandas, com efetiva participação dos servidores.
54 GESTÃO E GOVERNANÇA Valorização, qualificação e adequação do quadro de servidores Criação de estratégias de diálogo permanente com as diferentes categorias profissionais.
55 GESTÃO E GOVERNANÇA Valorização, qualificação e adequação do quadro de servidores Implantação de mecanismo de comitê de busca para seleção interna e externa de profissionais para cargos-chave.
56 GESTÃO E GOVERNANÇA Valorização, qualificação e adequação do quadro de servidores Destinação de no mínimo 50% de cargos comissionados para servidores efetivos em cada órgão e uso desses cargos para funções técnicas de alta qualificação, de acordo com o estudo de gestão por competências.
57 GESTÃO E GOVERNANÇA Controle da gestão e combate à corrupção Modernização do sistema de compras públicas, com eliminação de gastos supérfluos e controle de resultados das comissões de licitação.
58 GESTÃO E GOVERNANÇA Controle da gestão e combate à corrupção Especialização de área da procuradoria na recuperação de ativos procedentes de corrupção e fraude fiscal.
59 GESTÃO E GOVERNANÇA Controle da gestão e combate à corrupção Restringir os gastos com publicidade a ações educativas, de utilidade pública e de transparência da administração.
60 GESTÃO E GOVERNANÇA Governo eletrônico Criação de estruturas temporárias (“Caravanas e-Gov”) para capacitação e divulgação dos serviços de governo eletrônico.
61 POLÍTICAS PARA SEGMENTOS SOCIAIS Políticas para Segmentos Sociais Reforma, adequação e complementação de escolas para acessibilidade.
62 POLÍTICAS PARA SEGMENTOS SOCIAIS Políticas para Segmentos Sociais Plano de acessibilidade para pessoas com deficiência e dificuldades de locomoção.
63 POLÍTICAS PARA SEGMENTOS SOCIAIS Políticas para Segmentos Sociais Disponibilização de laudo médico, avaliação psicoprofissional e orientação para mercado de trabalho para pessoas com deficiência
64 POLÍTICAS PARA SEGMENTOS SOCIAIS Políticas para Segmentos Sociais 25% das matrículas de educação de jovens e adultos e idosos na forma integrada à educação profissional, nos ensinos fundamental e médio, em consonância com as propostas do PNE
65 POLÍTICAS PARA SEGMENTOS SOCIAIS Políticas para Segmentos Sociais Regulamentação do Conselho de Juventude, já em atividade, e elaboração do Plano Distrital de Juventude, de forma ampla e participativa.
66 POLÍTICAS PARA SEGMENTOS SOCIAIS Políticas para Segmentos Sociais Instalação do Comitê Permanente de Acompanhamento e Avaliação de Políticas para a Juventude.
67 ASSISTÊNCIA SOCIAL Assistência social Avaliação e monitoramento sistematizado dos programas e cadastros, para garantir a correta aplicação dos recursos, o cumprimento de condicionalidades e a adequação do benefício ao beneficiário.
68 ASSISTÊNCIA SOCIAL Assistência social Ampliação de nove para 18 Centros de Referência Especializados de Assistência Social.
69 ASSISTÊNCIA SOCIAL Assistência social Ampliação dos serviços de abordagem social para apoio, orientação e acompanhamento a famílias e indivíduos em situação de rua.
70 ESPORTE E LAZER Esporte e Lazer Implantação do Projeto Orla
71 ESPORTE E LAZER Esporte e Lazer Implantação de infraestrutura adequada nas praias do Lago Paranoá, conforme zoneamento elaborado pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do rio Paranoá
72 ESPORTE E LAZER Esporte e Lazer Definição e divulgação de rotas para turismo interno dos moradores de Brasília e integrado com a RIDE e outras localidades da região Centro-Oeste.
73 ESPORTE E LAZER Esporte e Lazer Articulação de uma agenda de eventos de esportes aquáticos no Lago Paranoá.
74 SEGURANÇA PÚBLICA PACTO PELA VIDA - BRASÍLIA Plano de metas e responsabilidades por AISP para as Polícias Civil e Militar, e sistema de bonificação por resultado (Bônus Social, Valorização Profissional)
75 SEGURANÇA PÚBLICA REESTRUTURAÇÃO DA ÁREA DE SEGURANÇA PÚBLICA DE BRASÍLIA Criação do Instituto de Segurança Pública (ISP-DF) independente da Secretaria de Segurança, com foco na produção de informação estatística e inteligência.
76 SEGURANÇA PÚBLICA PLANO DE ADEQUAÇÃO DE EFETIVO E CARREIRA DAS POLÍCIAS, BOMBEIROS, DEFESA CIVIL E DETRAN Plano de Bonificação por Resultados e Valorização Profissional.
77 SEGURANÇA PÚBLICA PLANO DE ADEQUAÇÃO DE EFETIVO E CARREIRA DAS POLÍCIAS, BOMBEIROS, DEFESA CIVIL E DETRAN Pactuação da redução gradativa do interstício para promoção (tempo de serviço e qualificação).
78 SEGURANÇA PÚBLICA CIDADANIA CARCERÁRIA Plano de inserção dos egressos em programas de obras do governo e da iniciativa privada.
79 SEGURANÇA PÚBLICA BRASÍLIA SEM PRECONCEITO Plano de educação e comunicação sobre ações discriminatórias e preconceituosas.
80 INFRAESTRUTURA Programa Energia para o Desenvolvimento Sustentável Programa Brasília Solar: plano estratégico de geração descentralizada de energia e incentivos financeiros à implantação de equipamentos de micro e mini geração
81 INFRAESTRUTURA Programa Água e Esgoto - cobertura e qualidade Atualização e implantação do plano de gestão integrada dos recursos hídricos.
82 INFRAESTRUTURA Programa Água e Esgoto - cobertura e qualidade Recuperação de matas ciliares e outras Áreas de Proteção Permanente (APP), e proteção das áreas de recarga de aquíferos.
83 INFRAESTRUTURA Programa Água e Esgoto - cobertura e qualidade Captação de água em Corumbá 4 para Brasília
84 INFRAESTRUTURA Programa Água e Esgoto - cobertura e qualidade Fortalecimento dos Comitês de Bacia Hidrográfica.
85 INFRAESTRUTURA Programa Água e Esgoto - cobertura e qualidade Elaboração e implantação do plano de eficiência hídrica.
86 INFRAESTRUTURA Programa Resíduos Sólidos - redução e reciclagem Reestruturação do Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal (SLU), com saneamento das finanças, visão de futuro e gestão por resultados.
87 INFRAESTRUTURA Programa Resíduos Sólidos - redução e reciclagem Fechamento e recuperação ambiental do Lixão da Estrutural.
88 INFRAESTRUTURA Programa Resíduos Sólidos - redução e reciclagem Implantação de centros de compostagem e de triagem de materiais recicláveis
89 INFRAESTRUTURA Programa Resíduos Sólidos - redução e reciclagem Implantação efetiva da coleta seletiva
90 INFRAESTRUTURA Programa Resíduos Sólidos - redução e reciclagem Implantação de sistema de logística reversa para tipos prioritários de resíduos (construção civil, perigosos, hospitalares, tóxicos, pneus e PET).
91 INFRAESTRUTURA Programa Resíduos Sólidos - redução e reciclagem Consolidação de consórcio público integrado por Brasília e pelos municípios da RIDE (Residuos Solidos)
92 INFRAESTRUTURA Programa Resíduos Sólidos - redução e reciclagem Política de incentivo às cooperativas de catadores, não só para triagem, mas também para reciclagem.
93 INFRAESTRUTURA Programa Drenagem de Àguas Pluviais Restauração, ampliação e qualificação da rede de drenagem pluvial, para evitar alagamentos de vias de trânsito de veículos e pedestres.
94 INFRAESTRUTURA Programa Drenagem de Àguas Pluviais Implantação ou qualificação de estruturas de drenagem nas áreas verdes de Brasília, que garantam o máximo de infiltração e o mínimo de escoamento superficial das águas pluviais (microdrenagem, drenagem verde, entre outras).
95 INFRAESTRUTURA Programa Drenagem de Àguas Pluviais Programa de estímulo à captação e reuso de águas pluviais em edificações
96 CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Programa Inovação nas Empresas Lançamento regular de Editais de financiamento à inovação pela FAPDF, garantindo a continuidade da aplicação de recursos: cadeias produtivas sustentáveis – potencialidades de Brasília:
97 CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Programa Inovação nas Empresas Criação de linha crédito do Banco Regional de Brasília (BRB) para empresas que invistam em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação
98 CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Programa Inovação nas Empresas Capacitação da FAPDF para exercer plenamente o seu papel institucional.
99 CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Programa Inovação nas Empresas Criação do Prêmio Candango de Tecnologias Inovadoras e Banco de Ideias Inovadoras de Brasília
100 CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Programa Inovação nas Empresas Elaboração de uma política distrital de Ciência, Tecnologia e Inovação.
101 CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Programa Inovação nas Empresas Fortalecimento dos polos de desenvolvimento e vocações de Brasília, visando ao aumento da geração de patentes e direito de autor, e à criação de um banco de talentos da área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC).
102 CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Programa Inovação nas Empresas Criação das Incubadoras voltadas para o público jovem em cada região de Brasília, com apoio da UnB, do Sebrae e das Secretarias de Trabalho e de Ciência, Tecnologia e Inovação.
103 SAÚDE Ampliação e qualificação da atenção básica à saúde Aumento do número de agentes comunitários e de equipes do Programa Saúde da Família nas zonas urbana e rural.
104 SAÚDE Ampliação e qualificação da atenção básica à saúde Construção, ampliação e revitalização de Unidades Básicas de Saúde, Unidades de Pronto Atendimento e Núcleos de Apoio ao Saúde da Família, bem como de equipamentos necessários à execução das atividades em cada unidade.
105 SAÚDE Ampliação e qualificação da atenção básica à saúde Melhora do acesso aos serviços de saúde, por meio de um sistema de gerenciamento e regulação integrada que envolva o prontuário único, a mesa de regulação (agendamentos, transferências, encaminhamentos) e ações de coordenação entre hospitais, centrais de exames, Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU), Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e Unidades de Terapia Intensiva (UTI).
106 SAÚDE Ampliação e qualificação da atenção básica à saúde Devolução dos impostos distritais sobre medicamentos, via Nota Legal.
107 SAÚDE Frente preventiva-educacional Plano Integrado de Ações Preventivas e Educativas em Saúde, de acordo com o perfil epidemiológico de cada região
108 SAÚDE Frente preventiva-educacional Estímulo a parcerias público-privadas para realização de campanhas preventivas e educativas em saúde, bem como ao correto acesso aos serviços de saúde.
109 SAÚDE Fortalecimento da atenção de médica e alta complexidade Ampliação, modernização e qualificação da infraestrutura hospitalar de Brasília.
110 SAÚDE Fortalecimento da atenção de médica e alta complexidade Criação de um complexo hospitalar de alta tecnologia, incluindo-se o Hospital do Câncer de Brasília
111 SAÚDE Fortalecimento da atenção de médica e alta complexidade Implantação de Policlínicas Odontológicas em todas as Regiões de Saúde do Distrito Federal.
112 SAÚDE Fortalecimento da atenção de médica e alta complexidade Ampliação e revitalização de Hospitais Regionais existentes.
113 SAÚDE Fortalecimento da atenção de médica e alta complexidade Construção de mais duas farmácias de alto custo, sendo uma no Gama e outra em Sobradinho.
114 SAÚDE Fortalecimento da atenção de médica e alta complexidade Expansão do número de leitos materno-infantil, internação-adulto e UTI-adulto.
115 SAÚDE Fortalecimento da atenção de médica e alta complexidade Expansão e otimização do SAMU como um grande componente da Política Nacional de Atenção às Urgências, que tem como finalidade proteger a vida das pessoas e garantir a qualidade no atendimento no SUS.
116 SAÚDE Fortalecimento da atenção de médica e alta complexidade Criação em todas as unidades hospitalares de salas vermelhas, clínicas cirúrgicas e pediátricas.
117 SAÚDE Fortalecimento da atenção de médica e alta complexidade Aperfeiçoamento do serviço de classificação de risco.
118 SAÚDE Fortalecimento da atenção de médica e alta complexidade Melhora do serviço de hospedagem de pacientes internados e acompanhantes nas unidades hospitalares.
119 SAÚDE Fortalecimento da atenção de médica e alta complexidade Fortalecimento da vigilância laboratorial com a oferta de diagnósticos para agravos existentes.
120 SAÚDE Fortalecimento da atenção de médica e alta complexidade Construção, ampliação e revitalização de Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e Centros de Atenção Psicossocial – álcool e drogas (CAPS-AD), bem como ampliação das parcerias com entidades filantrópicas que atendam as mesmas finalidades.
121 SAÚDE Reestruturação do modelo de gestão e saúde Pactuação de metas e ampliação da autonomia administrativo-financeira aos gestores das Coordenações Regionais de Saúde e de unidades hospitalares
122 SAÚDE Reestruturação do modelo de gestão e saúde Fixação de parcerias com o terceiro setor para gestão de unidades de saúde
123 SAÚDE Reestruturação do modelo de gestão e saúde Implementação de gestão por resultados por meio de sistema integrado de indicadores da saúde envolvendo diferentes níveis de atenção.
124 SAÚDE Reestruturação do modelo de gestão e saúde Ampliação e aprimoramento do atual sistema de informações da saúde, com foco em processos-chave como gestão de estoques e abastecimento de insumos, marcação de consultas, controle social, entre outros.
125 SAÚDE Valorização e qualificação do quadro de profissionais de saúde Promoção da educação permanente para os profissionais de saúde que trabalham em todos os níveis de atenção em Brasília.
126 SAÚDE Valorização e qualificação do quadro de profissionais de saúde Capacitação dos profissionais da saúde no atendimento de pessoas com diferentes necessidades, respeitando as individualidades.
127 SAÚDE Valorização e qualificação do quadro de profissionais de saúde Criação e implementação de Plano de Valorização do Servidor de Saúde.
128 SAÚDE Recomeçar sem Drogas Campanhas educativas de prevenção e combate às drogas, especialmente focadas nas escolas.
129 SAÚDE Recomeçar sem Drogas Plano de recuperação de dependentes químicos
130 SAÚDE Recomeçar sem Drogas Criação de centros de atenção psicossocial – álcool e outras drogas (CAPS-AD), com equipes multidisciplinares e apoio às famílias.
131 SAÚDE Recomeçar sem Drogas Ampliação de convênios com entidades filantrópicas e clínicas para o atendimento especializado aos dependentes e apoio para suas famílias.
132 CULTURA Reestruturação da Gestão Cultural Incorporação dos projetos tradicionais exitosos da cidade nas políticas públicas de cultura, com autonomia orçamentária, artística e administrativa.
133 CULTURA Financiamento Cultural Criação de protocolos eletrônicos, a exemplo do SalicWeb do Ministério da Cultura
134 CULTURA Financiamento Cultural Oferecimento de apoio para a elaboração de projetos e a prestação de contas.
135 CULTURA Infraestrutura Cultural Recuperação, equipamento e manutenção espaços culturais em todas as cidades de Brasília
136 CULTURA Infraestrutura Cultural Criação ou revitalização dos equipamentos de cultura em cada uma das cidades de Brasília, seja em prédios próprios do GDF, seja em parceria com instituições não governamentais.
137 CULTURA Infraestrutura Cultural Revitalização e ampliação da rede de bibliotecas de Brasília – a serem integradas como um sistema – e implantação da biblioteca-parque de Brasília.
138 CULTURA Infraestrutura Cultural Criação de centros culturais multimídia e valorização da diversidade cultural em todas as regiões de Brasília.
139 CULTURA Infraestrutura Cultural Restauração da Casa do Artesão, em Planaltina.
140 CULTURA Infraestrutura Cultural Expansão da rede de Pontos e Pontões de Cultura em Brasília
141 CULTURA Promoção da Cultura Programa “Brasília: cidade jardim”, com programação cultural nos parques.
142 CULTURA Patrimônio Fortalecimento do órgão de proteção do patrimônio de Brasília .
143 CULTURA Patrimônio Criação do Sistema Distrital de Patrimônio.
144 CULTURA Patrimônio Qualificação de equipamentos, infraestrutura urbana e espaços públicos de toda Brasília para que sejam espaços plenos de uso do cidadão.
145 CULTURA Patrimônio Efetivar a Educação Patrimonial nas instituições de ensino em Brasília, na Educação Básica e no Ensino Superior, com a inclusão de um programa de documentação e divulgação da história de Brasília, da construção à atualidade.
146 CULTURA Desenvolvimento das Artes Desenvolvimento e incentivo a cursos e oficinas livres para as artes.
147 CULTURA Desenvolvimento das Artes Criação e fortalecimento dos programas de formação de plateia.
148 CULTURA Desenvolvimento das Artes Ampliação dos espaços e redes de divulgação para as artes.
149 CULTURA Economia Criativa Política distrital ousada e inovadora para promover o empreendedorismo e o desenvolvimento econômico pela cultura.
150 CULTURA Economia Criativa Estímulo às cadeias produtivas do artesanato, com recuperação e fortalecimento da infraestrutura necessária para a produção, a exemplo da Casa do Artesão de Planaltina, e criação de um grande centro de promoção do artesanato.
151 CULTURA Economia Criativa Criação de mecanismos para estimular as cadeias produtivas da economia criativa
152 CULTURA Cidadania e Diversidade Mapeamento das expressões e manifestações culturais de Brasília
153 CULTURA Cidadania e Diversidade Promoção da integração e estímulo a circuitos entre escolas formais e as manifestações da cultura popular.
154 CULTURA Cidadania e Diversidade Estabelecimento de redes de promoção e formação cultural específicas em locais com alto índice de violência e jovens em situação de vulnerabilidade.
155 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Ambiente de negócio para as empresas Desburocratização com transparência
156 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Ambiente de negócio para as empresas Expansão do crédito ao setor produtivo com foco em micro, pequenas e médias empresas, e naquelas voltadas ao desenvolvimento da sustentabilidade.
157 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Ambiente de negócio para as empresas Incrementar a promoção de Brasília e a captação de investimentos.
158 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Trabalho inovador Programa-piloto de teletrabalho, com a criação de centros de teletrabalho, e reescalonamento dos horários de trabalho no âmbito do GDF
159 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Trabalho inovador Programa de reinserção social de egressos do sistema prisional por meio de intermediação de mão de obra, capacitação, contratação para serviços gerais por empresas terceirizadas do GDF, entre outras.
160 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Trabalho inovador Disponibilização de laudo médico, avaliação psicoprofissional e orientação para mercado de trabalho para pessoas com deficiência.
161 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Internet gratuita em locais públicos Acesso gratuito à internet sem fio em diferentes locais públicos de Brasília
162 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Internet gratuita em locais públicos Acesso aos serviços de Governo Eletrônico sem custos para a população.
163 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Fortalecimento da produção de alimentos e matérias primas e do uso sustentável dos recursos naturais Asfaltamento e manutenção de estradas vicinais em Brasília para escoar a produção agropecuária.
164 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Fortalecimento da produção de alimentos e matérias primas e do uso sustentável dos recursos naturais Valorização da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (EMATER) e de seus servidores, por meio da ampliação dos quadros funcionais, articulando suas ações com suas congêneres da RIDE.
165 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Fortalecimento da produção de alimentos e matérias primas e do uso sustentável dos recursos naturais Expansão competitiva da base industrial no setor agropecuário, agroecológico e agroextrativista.
166 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Fortalecimento da produção de alimentos e matérias primas e do uso sustentável dos recursos naturais Projeto de uso e ocupação do solo baseado no Zoneamento Ecológico Econômico de Brasília, em articulação com a RIDE.
167 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Turismo e Brasília Criação de um plano estratégico de desenvolvimento integrado do turismo, incluindo destinos, agenda e roteiros, inclusive turismo cívico.
168 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Turismo e Brasília Implantação de infraestrutura adequada nas praias do Lago Paranoá, conforme zoneamento elaborado pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paranoá.
169 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Turismo e Brasília Oferta de capacitação profissional nas atividades relacionadas ao turismo.
170 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Turismo e Brasília Articulação com as diferentes áreas do governo buscando transformar Brasília em um destino com áreas urbanas revitalizadas, polos de alta tecnologia, arte, cultura e economia criativa a serem visitados, além de áreas rurais bem estruturadas para o turismo.
171 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Turismo e Brasília Criação do mapa turístico expandido de Brasília, da RIDE e região CentroOeste.
172 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Turismo e Brasília Criação de roteiros para o turista em trânsito em Brasília, articulados às facilidades de mobilidade entre equipamentos e corredores culturais, pontos de eventos e atrações turísticas.
173 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Turismo e Brasília Articulação de uma agenda de eventos de esportes aquáticos no Lago Paranoá.
174 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Turismo e Brasília Adequação do sistema de transporte público às necessidades do turismo, inclusive com a instalação de sinalização turística adequada em todas as cidades de Brasília.
175 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Indústria Política industrial voltada para a sustentabilidade e expansão competitiva da base industrial e do parque instalado, especialmente no setor de alta tecnologia e economia criativa.
176 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Indústria Instituição de linha de crédito especial para financiamento de atividades industriais limpas e cadeias sustentáveis.
177 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Indústria Operacionalização de postos de fiscalização da Receita Distrital em todas as entradas e saídas de Brasília, visando valorizar o comércio e a indústria local.
178 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Comércio e serviços Articulação para que a Junta Comercial passe a funcionar sob a jurisdição do Distrito Federal, possibilitando uma maior integração de processos e maior agilidade no atendimento às demandas do empreendedor.
179 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Comércio e serviços Estímulo ao desenvolvimento de empresas de Brasilia por meio do estabelecimento de preferência nas compras governamentais para empresas locais.
180 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Polo de desenvolvimento e vocações Arranjos Produtivos Locais de maior potencial econômico em Brasília devidamente identificados e mapeados, com planos de ação para o seu desenvolvimento.
181 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Polo de desenvolvimento e vocações Revisão e efetiva implantação do PRÓ-DF, para descentralizar o desenvolvimento econômico e a geração de emprego e renda.
182 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Polo de desenvolvimento e vocações Estímulo à geração e à difusão de conhecimento em Brasília, por meio do efetivo funcionamento do Parque Tecnológico Capital Digital
183 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Polo de desenvolvimento e vocações Implantação do Parque tecnológico de biotecnologia.
184 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Polo de desenvolvimento e vocações Aumento da geração de patentes e direitos de autor em Brasília.
185 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Polo de desenvolvimento e vocações Implantação de infraestrutura definitiva em polos de desenvolvimento regionais.
186 MOBILIDADE Bilhete único - integração tarifária do sistema de transporte coletivo Controle social das finanças do sistema de transporte coletivo
187 MOBILIDADE Bilhete único - integração tarifária do sistema de transporte coletivo Renegociação da modelagem econômica dos contratos para estabelecer novas formas de remuneração das empresas de transporte público (empresas de ônibus e Metrô/DF), para garantir a frequência do transporte público e o equilíbrio econômico-financeiro dos contratos.
188 MOBILIDADE Bilhete único - integração tarifária do sistema de transporte coletivo Articulação para a integração tarifária dos sistemas de transporte público de Brasília e da RIDE.
189 MOBILIDADE Integração física e operacional do sistema de transporte coletivo Renegociação dos contratos (ou assinatura de novos contratos) com as empresas de ônibus para estabelecer metas de tempo e novos itinerários.
190 MOBILIDADE Integração física e operacional do sistema de transporte coletivo Aquisição de novos trens e melhoria da operação do Metrô/DF
191 MOBILIDADE Integração física e operacional do sistema de transporte coletivo Pesquisa origem-destino dos usuários (atuais e potenciais) de transporte coletivo.
192 MOBILIDADE Integração física e operacional do sistema de transporte coletivo Campanhas educativas de utilização do transporte coletivo
193 MOBILIDADE Integração física e operacional do sistema de transporte coletivo Articulação para a integração física e operacional dos sistemas de transporte público de Brasília e da RIDE.
194 MOBILIDADE Ampliação da mobilidade e redução de viagens Melhoria das condições de segurança e iluminação pública, expansão e qualificação da malha de calçadas e ciclovias, inclusive entre as cidades, e campanhas educativas para promoção do uso intensivo da bicicleta
195 MOBILIDADE Ampliação da mobilidade e redução de viagens Política de estacionamentos para as áreas de maior trânsito, inclusive com a celebração de parcerias público-privadas para a construção de estacionamentos subterrâneos, em estrita observância dos princípios de proteção do patrimônio cultural
196 MOBILIDADE Ampliação da mobilidade e redução de viagens Plano de acessibilidade para pessoas com deficiência e dificuldades de locomoção.
197 MOBILIDADE Ampliação da mobilidade e redução de viagens Estudos para a transformação de vias em calçadões.
198 MOBILIDADE Ampliação dos eixos de transporte público Implantação do corredor de transporte coletivo Norte, ligando o Plano Piloto a Sobradinho e Planaltina.
199 MOBILIDADE Ampliação dos eixos de transporte público Conclusão das estações do metrô na Asa Sul e extensão de linhas para Asa Norte, Samambaia e Ceilândia.
200 MOBILIDADE Ampliação dos eixos de transporte público Construção do Terminal Asa Norte, para integração do Metrô, do VLT W-3 Norte e do Trem Metropolitano.
201 MOBILIDADE Ampliação dos eixos de transporte público Implantação da Via Interbairros, ligando o Setor Policial Sul a Samambaia, passando por Guará, Águas Claras e Taguatinga
202 MOBILIDADE Ampliação dos eixos de transporte público Construção do túnel de Taguatinga e implantação do corredor de transporte coletivo Oeste, ligando o Eixo Monumental ao Setor P-Sul da Ceilândia, via EPIG e EPTG
203 MOBILIDADE Ampliação dos eixos de transporte público Articulação com instâncias estadual (Goiás) e federal para implantação do trem metropolitano Brasília-Luziânia.
204 MOBILIDADE Trens Regionais Articulação com instâncias estadual (Goiás) e federal para implantação do trem de média velocidade Brasília-Goiânia
205 MOBILIDADE Trens Regionais Aproveitamento da infraestrutura da futura ferrovia Brasília-Goiânia para criação de uma linha de trem regional ligando Águas Lindas, Ceilândia, Taguatinga, Cidade Estrutural, Setor de Indústria e Abastecimento e Rodoferroviária.
206 MOBILIDADE Trens Regionais Análise de viabilidade para implantação do anel viário de Brasília
207 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Turismo e Brasília Estímulo ao turismo receptivo.
208 PLANEJAMENTO METROPOLITANO E RURAL Capacidade de planejar o uso do espaço territorial Reestruturação da CODEPLAN como órgão de planejamento urbano e metropilitano, restaurando a sua capacidade de produzir e analisar mapas, indicadores e informações sobre Brasília e sobre a RIDE
209 CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Programa Inovação nas Empresas Lançamento regular de Editais de financiamento à inovação pela FAPDF, garantindo a continuidade da aplicação de recursos: pesquisas científicas
210 INFRAESTRUTURA Programa Água e Esgoto - cobertura e qualidade Consolidação de consórcio público integrado por Brasília e pelos municípios da RIDE (Agua e Esgoto)
211 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Turismo e Brasília Implantação do Projeto Orla
 

 
 
 
Gestão DF
Sistema Integrado de Monitoramento e Gestão do Distrito Federal
Todos os direitos Reservados ©
Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão
Anexo do Palácio do Buriti 10º andar - CEP: 70075-900
UGEI
Unidade de Gestão da Estratégia e Informação
SUPPE
Subsecretaria de Programas e Projetos Estratégicos