Transparência    Ouvidoria    Acesso à Informação    Diário Oficial    Agência Brasília  
 
BALANÇO DAS PRIORIDADES DO GOVERNO DE BRASÍLIA
 
INICIAL    DESTAQUES    TEMÁTICAS    PRIORIDADES    INICIATIVAS    POR ÓRGÃO
LISTA COMPLETA DE INICIATIVAS
208 Prioridades executadas
 
TEMÁTICA PROGRAMA PRIORIDADES SITUAÇÃO ABRIR
1 PLANEJAMENTO METROPOLITANO E RURAL Capacidade de planejar o uso do espaço territorial Reestruturação da NOVACAP para atuar com excelência no projeto, na execução e no acompanhamento de obras civis.
2 PLANEJAMENTO METROPOLITANO E RURAL Capacidade de planejar o uso do espaço territorial Política radical de arborização urbana.
3 PLANEJAMENTO METROPOLITANO E RURAL Uso legal do território Combate rigoroso à grilagem de terras públicas.
4 PLANEJAMENTO METROPOLITANO E RURAL Uso legal do território Reformulação do sistema de fiscalização fundiária, com definição clara de competências, inclusive para autuação em flagrante.
5 PLANEJAMENTO METROPOLITANO E RURAL Uso legal do território Criação do Disque-Denúncia, um canal de comunicação entre governo e sociedade.
6 PLANEJAMENTO METROPOLITANO E RURAL Política Distrital de Mundanças Climáticas Criação do Fórum Distrital de Mudança do Clima.
7 PLANEJAMENTO METROPOLITANO E RURAL Política Distrital de Mundanças Climáticas Realização do inventário distrital de emissões de gases de efeito estufa.
8 PLANEJAMENTO METROPOLITANO E RURAL Política Distrital de Mundanças Climáticas Reestruturação da Defesa Civil e elaboração do respectivo plano de atuação.
9 MEIO AMBIENTE Programa Brasília verde Transparência na cobrança e na aplicação dos recursos de compensação ambiental.
10 EDUCAÇÃO Ampliação da cobertura Construção sustentável de creches e de centros de educação infantil (0 a 5 anos), com prioridade para Regiões Administrativas de mais baixa renda.
11 EDUCAÇÃO Ampliação da cobertura Ampliação de convênios com entidades filantrópicas, oferecendo acompanhamento técnico-pedagógico, apoio operacional e fiscalização das entidades.
12 EDUCAÇÃO Ampliação da cobertura Expansão da oferta de cursos profissionalizantes nas áreas de tecnologia, saúde, artes e serviços, para jovens e adultos
13 EDUCAÇÃO Ampliação da cobertura Formação de parcerias com o setor não governamental para ampliar a qualificação profissional (formas de financiamento, ensino e inserção no mercado, via estágios e programas de aprendiz).
14 EDUCAÇÃO Ampliação da cobertura Manutenção e apoio às escolas especiais de Brasília, e ampliação de escolas inclusivas
15 EDUCAÇÃO Ampliação da cobertura Ampliação de estratégias de identificação e do atendimento de alunos com altas habilidades/ superdotação, com qualificação de professores e envolvimento das famílias.
16 EDUCAÇÃO Ampliação da cobertura Ampliação da oferta, em turno noturno, do Educação de Jovens e Adultos (EJA), principalmente para viabilizar o acesso do jovem trabalhador à educação formal.
17 EDUCAÇÃO Ampliação da cobertura 25% das matrículas de educação de jovens e adultos e idosos na forma integrada à educação profissional, nos ensinos fundamental e médio, em consonância com as propostas do Plano Nacional de Educação.
18 EDUCAÇÃO Ampliação da cobertura Criação de mecanismos de atração dos jovens que cumprem medidas socioeducativas fora da unidade para as escolas, visto que apenas os que estão presos são obrigados a frequentá-la.
19 EDUCAÇÃO Educação Integral em tempo integral Contratação e qualificação de professores para todos os níveis de ensino.
20 EDUCAÇÃO Educação Integral em tempo integral Flexibilização, integração e adaptação curricular.
21 EDUCAÇÃO Educação Integral em tempo integral Realização de parcerias com a comunidade e com o setor não governamental para a expansão de atividades nas escolas
22 EDUCAÇÃO Educação Integral em tempo integral Criação de círculos de debates sobre arte e cultura, bem como recriação dos cineclubes e iniciativas ligadas à cultura.
23 EDUCAÇÃO Educação Integral em tempo integral Contratação de pessoas da comunidade para oferecer atividades complementares.
24 EDUCAÇÃO Aprender mais Uso de novas tecnologias para disseminação de informação e práticas
25 EDUCAÇÃO Aprender mais Adequação de currículos para introduzir educação ambiental, educação para a diversidade, cultura da paz e cidadania, especialmente, nesta última, no que diz respeito a direitos e garantias constitucionais
26 EDUCAÇÃO Aprender mais Fortalecimento da educação científica, mediante Programa de Educação Científica na Educação Básica de Brasília, vinculado à FAPDF e em parceria com a CAPES, o CNPq e a SBPC.
27 EDUCAÇÃO Aprender mais Reforço de conteúdos e habilidades básicas em Matemática e Língua Portuguesa, especialmente em raciocínio lógico e interpretação e produção de textos.
28 EDUCAÇÃO Aprender mais Articulação das ações da saúde e assistência social nas escolas.
29 EDUCAÇÃO Aprender mais Apoio a projetos pedagógicos alinhados com as necessidades dos alunos e comunidades.
30 EDUCAÇÃO Aprender mais Integração entre salas de aula e bibliotecas, transformando o bibliotecário em “agitador cultural”.
31 EDUCAÇÃO Aprender mais Envolvimento dos pais e da comunidade no desenvolvimento das atividades escolares.
32 EDUCAÇÃO Aprender mais Abertura das escolas para a comunidade fora dos horários de aulas, como espaços culturais, desportivos e de lazer.
33 EDUCAÇÃO Aprender mais Produção de materiais pedagógicos da Educação Básica que promovam o diálogo, a cooperação e o respeito às diferenças, a igualdade de direitos, sem discriminações por motivo de credo, orientação sexual, identidade de gênero, de raça e etnia, a inclusão das pessoas com deficiência, a educação ambiental, a sustentabilidade e a qualidade de vida
34 EDUCAÇÃO Aprender mais Estímulo à participação em olimpíadas regionais e nacionais de conhecimento.
35 EDUCAÇÃO Valorização, qualificação e adequação do quadro de profissionais e trabalhadores da educação Plano de formação inicial e continuada de professores para todos os níveis e modalidades de ensino, a partir de uma qualificação que contemple competência gerencial, técnicas de ensino, uso de novas tecnologias e construção de valores.
36 EDUCAÇÃO Valorização, qualificação e adequação do quadro de profissionais e trabalhadores da educação Capacitação dos professores de Ensino Médio nos exames nacionais e ingresso no Ensino Superior.
37 EDUCAÇÃO Valorização, qualificação e adequação do quadro de profissionais e trabalhadores da educação Capacitação dos professores e gestores escolares no combate ao preconceito e a quaisquer formas de e discriminação
38 EDUCAÇÃO Valorização, qualificação e adequação do quadro de profissionais e trabalhadores da educação Garantia de acesso a tecnologias e conteúdos que promovam o desenvolvimento dos corpos docente e discente.
39 EDUCAÇÃO Valorização, qualificação e adequação do quadro de profissionais e trabalhadores da educação Promoção de ações junto à sociedade que aumentem a autoestima, a motivação e o respeito aos professores.
40 EDUCAÇÃO Modelo de gestão e avaliação de desempenho Plano Diretor de Educação para os próximos 20 anos, ligado à Lei Orgânica do Distrito Federal.
41 EDUCAÇÃO Modelo de gestão e avaliação de desempenho Ampliação da descentralização financeira dos recursos para as escolas, com controle social exercido por meio de transparência de contas e acompanhamento por associações de pais e mestres.
42 EDUCAÇÃO Modelo de gestão e avaliação de desempenho Reorganização dos conselhos escolares de forma a consolidá-los e fortalecê-los, inclusive oferecendo capacitação dos seus membros
43 EDUCAÇÃO Modelo de gestão e avaliação de desempenho Resgate do papel das equipes técnico-pedagógicas das regionais de ensino, para auxílio técnico-pedagógico e disseminação de boas práticas.
44 EDUCAÇÃO Modelo de gestão e avaliação de desempenho Criação de um sistema próprio de avaliação das escolas, e de monitoramento por metas pelos órgãos regionais e centrais de administração da educação pública do Distrito Federal
45 EDUCAÇÃO Modelo de gestão e avaliação de desempenho Articulação de ações com a área de segurança pública visando reduzir a violência nas escolas.
46 EDUCAÇÃO Modelo de gestão e avaliação de desempenho Integração da escola com atores econômicos locais.
47 GESTÃO E GOVERNANÇA Reestruturação organizacional Redesenho da arquitetura organizacional, com redução expressiva do número de secretarias.
48 GESTÃO E GOVERNANÇA Reestruturação organizacional Implantação de núcleo de gestão estratégica, para alinhamento das ações de governo.
49 GESTÃO E GOVERNANÇA Reestruturação organizacional Criação do núcleo central de elaboração e acompanhamento de projetos prioritários de engenharia.
50 GESTÃO E GOVERNANÇA Reestruturação organizacional Implantação de instrumentos e mecanismos para acompanhamento e solução de problemas em projetos considerados estratégicos no Governo.
51 GESTÃO E GOVERNANÇA Gestão transparente e colaborativa Instalação de painéis em locais públicos com informações sobre gastos e contratações do governo.
52 GESTÃO E GOVERNANÇA Gestão transparente e colaborativa Aperfeiçoamento do Conselho de Transparência e Contas Públicas, com autonomia e maior participação da sociedade.
53 GESTÃO E GOVERNANÇA Gestão transparente e colaborativa Implantação, reativação ou fortalecimento de conselhos e câmaras, com critérios claros para garantir representatividade.
54 GESTÃO E GOVERNANÇA Gestão transparente e colaborativa Criação de ambiente propício para ampliação da participação da sociedade e de instrumentos de formação cidadã.
55 GESTÃO E GOVERNANÇA Gestão transparente e colaborativa Aprimoramento do Portal de Transparência de Brasília, com o objetivo de chegar ao primeiro lugar nacional no índice de transparência.
56 GESTÃO E GOVERNANÇA Gestão por resultados Planejamento estratégico com base nas reais necessidades das pessoas, definido a partir de instrumentos de consulta à população.
57 GESTÃO E GOVERNANÇA Gestão por resultados Definição de estruturas de projetos e atividades governamentais com mecanismos de acompanhamento de cronogramas e indicadores quantitativos, qualitativos e de custos dos principais projetos e atividades desenvolvidos pelo Governo
58 GESTÃO E GOVERNANÇA Gestão por resultados Definição da contribuição de cada órgão para os objetivos estrategicamente traçados e sua formalização por meio de contrato/acordo de gestão de resultados (com indicadores e metas definidas para avaliar o desempenho da gestão).
59 GESTÃO E GOVERNANÇA Gestão por resultados Implantação de um gabinete de sustentabilidade e gestão de projetos estruturantes, vinculado diretamente ao governador.
60 GESTÃO E GOVERNANÇA Gestão por resultados Capacitação dos gestores no novo modelo e elaboração de plano de comunicação da estratégia
61 GESTÃO E GOVERNANÇA Desburocratização de procedimentos Definição de indicadores para acompanhamento setorial e individual, e de incentivos para o cumprimento de metas.
62 GESTÃO E GOVERNANÇA Desburocratização de procedimentos Implantação de núcleo de gestão de processos (acompanhamento, transferência de metodologia e disseminação de boas práticas).
63 GESTÃO E GOVERNANÇA Valorização, qualificação e adequação do quadro de servidores Aplicação da Lei da Ficha Limpa para todos os cargos comissionados e funções de direção
64 GESTÃO E GOVERNANÇA Controle da gestão e combate à corrupção Definição de rotinas e procedimentos padronizados de gestão e fiscalização de contratos, convênios e obras.
65 GESTÃO E GOVERNANÇA Controle da gestão e combate à corrupção Mapeamento e prevenção dos principais riscos para a gestão.
66 GESTÃO E GOVERNANÇA Controle da gestão e combate à corrupção Promoção do intercâmbio de informações entre os diversos órgão de controle e fiscalização no âmbito Federal e Distrital.
67 GESTÃO E GOVERNANÇA Controle da gestão e combate à corrupção Descentralização da Controladoria, com presença em todos os órgãos do governo, e orientação de suas atividades para o controle preventivo e a avaliação de resultados.
68 GESTÃO E GOVERNANÇA Controle da gestão e combate à corrupção Fortalecimento de mecanismos e instrumentos de transparência, monitoramento e controle.
69 GESTÃO E GOVERNANÇA Governo eletrônico Instituição de política de governo eletrônico, com disponibilização de acesso a serviços de governo eletrônico para todos os cidadãos de Brasília (Saúde, Educação, entre outros).
70 GESTÃO E GOVERNANÇA Governo eletrônico Elaboração do planejamento estratégico de TIC, implantação de um datacenter e de infovia para comunicação e integração dos sistemas e processos
71 POLÍTICAS PARA SEGMENTOS SOCIAIS Políticas para Segmentos Sociais Formação de parcerias com setores não governamentais para a definição de formas de financiamento, ensino e inserção no mercado, via estágios e programas de aprendiz, com o objetivo de ampliar a qualificação profissional de pessoas incluídas entre os segmentos sociais citados.
72 POLÍTICAS PARA SEGMENTOS SOCIAIS Políticas para Segmentos Sociais Produção de materiais pedagógicos da Educação Básica que promovam a educação ambiental, a sustentabilidade, a qualidade de vida e a cultura da paz, do respeito às diferenças, ao diálogo e à cooperação; a igualdade de direitos, sem discriminações por motivo de orientação sexual, identidade de gênero, de raça e etnia; e a inclusão das pessoas com deficiência.
73 POLÍTICAS PARA SEGMENTOS SOCIAIS Políticas para Segmentos Sociais Capacitação dos professores e gestores escolares para o combate ao preconceito e a quaisquer formas de discriminação
74 POLÍTICAS PARA SEGMENTOS SOCIAIS Políticas para Segmentos Sociais Programas de cultura específicos para segmentos etários (crianças, jovens e idosos).
75 POLÍTICAS PARA SEGMENTOS SOCIAIS Políticas para Segmentos Sociais Programas de capacitação técnica e artística de jovens e mediadores culturais e de incentivo a novos talentos bem como para a formação técnica de operadores de cultura.
76 POLÍTICAS PARA SEGMENTOS SOCIAIS Políticas para Segmentos Sociais Programa para a promoção da Cultura Afro-Brasileira.
77 POLÍTICAS PARA SEGMENTOS SOCIAIS Políticas para Segmentos Sociais Programas que contemplem as pessoas com deficiência em atividades culturais e desportivas.
78 POLÍTICAS PARA SEGMENTOS SOCIAIS Políticas para Segmentos Sociais Implementação de ações de combate a doenças sexualmente transmissíveis, com foco na população escolar e em grupos vulneráveis.
79 POLÍTICAS PARA SEGMENTOS SOCIAIS Políticas para Segmentos Sociais Capacitação dos profissionais da saúde no atendimento de pessoas com diferentes necessidades, respeitando a individualidade de cada um
80 POLÍTICAS PARA SEGMENTOS SOCIAIS Políticas para Segmentos Sociais Planos de Prevenção à violência com ações de programas sociais adequados às áreas de risco (segmentos, jovens, mulheres, esportes, cultura e lazer)
81 POLÍTICAS PARA SEGMENTOS SOCIAIS Políticas para Segmentos Sociais Criação da Subsecretaria Especializada da Mulher.
82 POLÍTICAS PARA SEGMENTOS SOCIAIS Políticas para Segmentos Sociais Efetivação dos programas de proteção a testemunhas e a vítimas de violência doméstica.
83 POLÍTICAS PARA SEGMENTOS SOCIAIS Políticas para Segmentos Sociais Programa “Brasília sem Preconceito"
84 POLÍTICAS PARA SEGMENTOS SOCIAIS Políticas para Segmentos Sociais Integração de ações da Agência do Trabalhador para atuar em frentes distintas, online e offline: capacitação para empreendedorismo, melhoria da empregabilidade de jovens e adultos, reeducandos e pessoas com deficiência, incluindo cursos para vocações locais e outros.
85 POLÍTICAS PARA SEGMENTOS SOCIAIS Políticas para Segmentos Sociais Manutenção e apoio às escolas especiais de Brasília, e ampliação de escolas inclusivas.
86 POLÍTICAS PARA SEGMENTOS SOCIAIS Políticas para Segmentos Sociais Estabelecimento de programação especial para a juventude durante as férias escolares
87 POLÍTICAS PARA SEGMENTOS SOCIAIS Políticas para Segmentos Sociais Fortalecimento do Programa Primeiro Emprego, com capacitação e treinamento, bem como abertura de portas do mercado de trabalho para jovens em Brasília.
88 ASSISTÊNCIA SOCIAL Assistência social Ampliação e descentralização do Conselho de Assistência Social do Distrito Federal, com participação das comunidades de cada Região Administrativa.
89 ASSISTÊNCIA SOCIAL Assistência social Ampliação de políticas de assistência estudantil para jovens de baixa renda.
90 ESPORTE E LAZER Esporte e Lazer Articulação de iniciativas esportivas comunitárias locais com as escolas.
91 ESPORTE E LAZER Esporte e Lazer Promoção da utilização racional e qualificada de espaços e equipamentos públicos esportivos, culturais e de lazer que se encontram subutilizados ou deteriorados, em articulação com os órgãos de segurança pública, visando à difusão da cultura da paz
92 ESPORTE E LAZER Esporte e Lazer Fomento a práticas esportivas para condicionamento físico, consciência corporal, flexibilidade, força e coordenação motora, bem como ações de reeducação alimentar.
93 ESPORTE E LAZER Esporte e Lazer Programas que contemplem as pessoas com deficiência em atividades culturais e desportivas.
94 ESPORTE E LAZER Esporte e Lazer Planos de Prevenção da violência com ações de programas sociais adequados às áreas de risco (segmentos, jovens, mulheres, esportes, cultura e lazer).
95 ESPORTE E LAZER Esporte e Lazer Abertura das escolas para a comunidade fora dos horários de aulas, como espaços culturais, desportivos e de lazer.
96 ESPORTE E LAZER Esporte e Lazer Dinamização de espaços de convivência, tais como praças e feiras, em todas as cidades de Brasília
97 ESPORTE E LAZER Esporte e Lazer Fortalecimento e qualificação dos jogos escolares de Brasília.
98 SEGURANÇA PÚBLICA PACTO PELA VIDA - BRASÍLIA Plano Distrital de Segurança Pública, baseado no tripé combate, prevenção e inteligência
99 SEGURANÇA PÚBLICA PACTO PELA VIDA - BRASÍLIA Alinhamento com o Plano Estratégico de Segurança Pública 2012 – 2015
100 SEGURANÇA PÚBLICA PACTO PELA VIDA - BRASÍLIA Efetiva implantação do Comitê Distrital de Segurança.
101 SEGURANÇA PÚBLICA PACTO PELA VIDA - BRASÍLIA Efetiva implantação do Núcleo de Gestão de Resultados vinculado ao Comitê Distrital de Segurança, com modelo próprio de governança.
102 SEGURANÇA PÚBLICA PACTO PELA VIDA - BRASÍLIA Reformulação das Áreas Integradas de Segurança Pública (AISP)
103 SEGURANÇA PÚBLICA PACTO PELA VIDA - BRASÍLIA Planos de Prevenção com ações de programas sociais adequados às áreas de risco e segmentos sociais.
104 SEGURANÇA PÚBLICA PACTO PELA VIDA - BRASÍLIA Priorização do plano de combate às drogas, com ações de quebra da violência oriunda do tráfico.
105 SEGURANÇA PÚBLICA PACTO PELA VIDA - BRASÍLIA Eliminação da ingerência político-partidária nos órgãos de segurança.
106 SEGURANÇA PÚBLICA REESTRUTURAÇÃO DA ÁREA DE SEGURANÇA PÚBLICA DE BRASÍLIA Reestruturação da área de Segurança Pública com a definição de papéis e responsabilidades, em articulação com estados e municípios da RIDE, outras Unidades da Federação e o Governo Federal.
107 SEGURANÇA PÚBLICA REESTRUTURAÇÃO DA ÁREA DE SEGURANÇA PÚBLICA DE BRASÍLIA Criação da Subsecretaria Especializada da Mulher.
108 SEGURANÇA PÚBLICA REESTRUTURAÇÃO DA ÁREA DE SEGURANÇA PÚBLICA DE BRASÍLIA Coordenação das atividades de Inteligência por meio de sistemas integrados de informação que utilizem bases de dados de todas as áreas do GDF.
109 SEGURANÇA PÚBLICA REESTRUTURAÇÃO DA ÁREA DE SEGURANÇA PÚBLICA DE BRASÍLIA Efetivação dos programas de proteção a testemunhas e a vítimas de violência doméstica.
110 SEGURANÇA PÚBLICA PLANO DE ADEQUAÇÃO DE EFETIVO E CARREIRA DAS POLÍCIAS, BOMBEIROS, DEFESA CIVIL E DETRAN Redimensionamento dos efetivos de batalhões e delegacias, reduzindo a alocação de policiais em atividades administrativas.
111 SEGURANÇA PÚBLICA PLANO DE ADEQUAÇÃO DE EFETIVO E CARREIRA DAS POLÍCIAS, BOMBEIROS, DEFESA CIVIL E DETRAN Plano de formação por competências e atividades complementares.
112 SEGURANÇA PÚBLICA PLANO DE ADEQUAÇÃO DE EFETIVO E CARREIRA DAS POLÍCIAS, BOMBEIROS, DEFESA CIVIL E DETRAN Plano de assistência psicológica para os policiais
113 SEGURANÇA PÚBLICA PAZ NO TRÂNSITO Retomada do Programa Paz no Trânsito.
114 SEGURANÇA PÚBLICA PAZ NO TRÂNSITO Retomada de campanhas educativas permanentes sobre faixas de pedestre, limites de velocidade, ingestão de bebidas, entre outros.
115 SEGURANÇA PÚBLICA PAZ NO TRÂNSITO Plano de adequação de infraestrutura: sinalização inteligente, tapa buracos, lombadas, mais visibilidade e sinalização às faixas de pedestre, qualificação de ciclovias, iluminação pública
116 SEGURANÇA PÚBLICA PAZ NO TRÂNSITO Ampliação da presença de agentes de trânsito nas vias, auxiliando no fluxo do tráfego e prevenindo infrações
117 SEGURANÇA PÚBLICA CIDADANIA CARCERÁRIA Ampliação, reforma e adequação da infraestrutura dos presídios e centros de ressocialização.
118 SEGURANÇA PÚBLICA CIDADANIA CARCERÁRIA Aperfeiçoamento da assistência especializada nas áreas médica, jurídica e social em presídios e centros de ressocialização.
119 SEGURANÇA PÚBLICA CIDADANIA CARCERÁRIA Plano de Segurança para acompanhamento dos detentos a fim de evitar fugas.
120 SEGURANÇA PÚBLICA BRASÍLIA SEM PRECONCEITO Implementação de unidades especializadas na estrutura organizacional do Governo.
121 SEGURANÇA PÚBLICA BRASÍLIA SEM PRECONCEITO Adequação de estruturas de defesa social para o atendimento aos segmentos
122 SEGURANÇA PÚBLICA BRASÍLIA SEM PRECONCEITO Implementação e monitoramento dos indicadores de crimes contra segmentos, de modo a caracterizar tipo de crime, gênero, perfil do agressor, entre outros
123 SEGURANÇA PÚBLICA BRASÍLIA SEM PRECONCEITO Aperfeiçoamento de canais de comunicação para denúncias de violência contra os segmentos.
124 SEGURANÇA PÚBLICA BRASÍLIA SEM PRECONCEITO Capacitação de servidores para atendimento especializado.
125 INFRAESTRUTURA Programa Energia para o Desenvolvimento Sustentável Reestruturação da CEB, com saneamento das finanças, visão de futuro e gestão por resultados
126 INFRAESTRUTURA Programa Energia para o Desenvolvimento Sustentável Implantação de um moderno Centro de Operações, dotado de mecanismos eficientes de automação, monitoramento e controle a distância. (CEB)
127 INFRAESTRUTURA Programa Energia para o Desenvolvimento Sustentável Elaboração e implantação do plano de eficiência energética.
128 INFRAESTRUTURA Programa Energia para o Desenvolvimento Sustentável Atualização tecnológica da rede de distribuição, com instalação de redes inteligentes e religadores automáticos
129 INFRAESTRUTURA Programa Energia para o Desenvolvimento Sustentável Criação e aprimoramento das instâncias (virtuais e presenciais) de interação entre a CEB, a sociedade e acionistas.
130 INFRAESTRUTURA Programa Água e Esgoto - cobertura e qualidade Reestruturação da CAESB, com saneamento das finanças, visão de futuro e gestão por resultados.
131 INFRAESTRUTURA Programa Água e Esgoto - cobertura e qualidade Elaboração e implantação do Plano de Saneamento Básico de Brasília.
132 INFRAESTRUTURA Programa Água e Esgoto - cobertura e qualidade Criação e aprimoramento das instâncias (virtuais e presenciais) de interação entre a CAESB e a sociedade.
133 INFRAESTRUTURA Programa Água e Esgoto - cobertura e qualidade Realização de campanhas educativas para uso e consumo conscientes da água, e proteção do lençol freático.
134 INFRAESTRUTURA Programa Água e Esgoto - cobertura e qualidade Incentivo à individualização de hidrômetros.
135 INFRAESTRUTURA Programa Água e Esgoto - cobertura e qualidade Ampliação e qualificação da infraestrutura de tratamento de esgoto.
136 INFRAESTRUTURA Programa Resíduos Sólidos - redução e reciclagem Racionalização do arcabouço institucional responsável pela gestão dos resíduos sólidos.
137 INFRAESTRUTURA Programa Resíduos Sólidos - redução e reciclagem Elaboração e implantação do Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos para Brasília e para a RIDE
138 INFRAESTRUTURA Programa Resíduos Sólidos - redução e reciclagem Implantação efetiva do novo aterro sanitário.
139 INFRAESTRUTURA Programa Resíduos Sólidos - redução e reciclagem Realização de campanhas de conscientização sobre 4Rs (renúncia, redução, reuso e reciclagem)
140 INFRAESTRUTURA Programa Drenagem de Àguas Pluviais Reestruturação da NOVACAP, com saneamento das finanças, visão de futuro e gestão por resultados.
141 INFRAESTRUTURA Programa Drenagem de Àguas Pluviais Aplicação da legislação distrital que aumenta a capacidade de infiltração em vias públicas.
142 CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Programa Inovação nas Empresas Lançamento regular de Editais de financiamento à inovação pela FAPDF, garantindo a continuidade da aplicação de recursos: Estímulos para novas empresas de base tecnológica – startups e incubadoras
143 CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Programa Inovação nas Empresas Lançamento regular de Editais de financiamento à inovação pela FAPDF, garantindo a continuidade da aplicação de recursos: encomendas tecnológicas;
144 CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Programa Inovação nas Empresas Lançamento regular de Editais de financiamento à inovação pela FAPDF, garantindo a continuidade da aplicação de recursos: estímulo à inovação nas micro e pequenas empresas, inclusive mediante extensão tecnológica e disponibilização de recursos não reembolsáveis, conforme previsto da Lei da Inovação
145 CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Programa Inovação nas Empresas Lançamento regular de Editais de financiamento à inovação pela FAPDF, garantindo a continuidade da aplicação de recursos: bolsas de pesquisa, professores visitantes, visitas técnicas e intercâmbio.
146 CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Programa Inovação nas Empresas Criação de comitês técnicos de avaliação dos programas e investimentos da FAPDF.
147 SAÚDE Ampliação e qualificação da atenção básica à saúde Ampliação do quadro de profissionais nos quadros da Atenção Básica.
148 SAÚDE Frente preventiva-educacional Promoção de ações educativas em veículos de comunicação de massa, inclusive por meio da definição de um percentual de orçamento destinado a campanhas publicitárias de promoção da saúde.
149 SAÚDE Frente preventiva-educacional Ações de fomento a práticas esportivas para condicionamento físico, consciência corporal, flexibilidade, força e coordenação motora, bem como ações de reeducação alimentar
150 SAÚDE Frente preventiva-educacional Campanhas de prevenção a doenças.
151 SAÚDE Frente preventiva-educacional Implementação de ações de combate a doenças sexualmente transmissíveis, com foco na população escolar e em grupos vulneráveis.
152 SAÚDE Frente preventiva-educacional Implementação de ações alternativas de saúde, com base na Política Nacional de Práticas Integrativas (por exemplo, acupuntura e homeopatia, entre outras), utilizando, preferencialmente, espaços de saúde já existentes.
153 SAÚDE Frente preventiva-educacional Reestruturação da Vigilância em Saúde para participação proativa na frente promocional de saúde, e integração com as demais áreas da saúde.
154 SAÚDE Mais por Brasília
155 TERRITORIO E HABITAÇÃO Mais por Brasília
156 SAÚDE Fortalecimento da atenção de médica e alta complexidade Ampliação, via SUS, da participação do segundo e do terceiro setores na oferta de serviços especializados que sejam de difícil oferta pela administração pública.
157 SAÚDE Fortalecimento da atenção de médica e alta complexidade Redesenho do atual sistema hospitalar de Brasília quanto às atribuições e competências de cada unidade de saúde.
158 SAÚDE Fortalecimento da atenção de médica e alta complexidade Acompanhamento domiciliar para pacientes crônicos que necessitem de internações recorrentes.
159 SAÚDE Reestruturação do modelo de gestão e saúde Fortalecimento da ouvidoria da Secretaria de Saúde e de mecanismos de controle social, com ênfase nos Conselhos Locais e Distrital de Saúde
160 SAÚDE Reestruturação do modelo de gestão e saúde Estabelecimento de parcerias com o Governo Federal, estados e municípios da RIDE para implementação conjunta de políticas e ações de saúde.
161 SAÚDE Reestruturação do modelo de gestão e saúde Seleção de gestores de unidades de saúde baseada em competências
162 SAÚDE Valorização e qualificação do quadro de profissionais de saúde Ampliação da oferta de cursos de formação inicial e qualificação continuada para profissionais em todas as áreas da saúde
163 SAÚDE Valorização e qualificação do quadro de profissionais de saúde Apoio e fortalecimento dos cursos técnicos, de graduação e de pós-gradução e dos programas de extensão e residência oferecidos pela Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (FEPECS).
164 CULTURA Reestruturação da Gestão Cultural Reforma administrativa e revisão dos processos de gestão, com desaparelhamento partidário e realização de concurso para a cultura.
165 CULTURA Reestruturação da Gestão Cultural Criação de uma rede institucional de formulação e gestão das políticas culturais, com conselhos locais e Colegiados Setoriais integrados a um forte Conselho de Políticas Culturais de Brasília.
166 CULTURA Reestruturação da Gestão Cultural Implementação da Política Intersetorial de Cultura.
167 CULTURA Financiamento Cultural Fortalecimento, reestruturação e modernização do Fundo de Apoio à Cultura (FAC), com a simplificação e desburocratização dos processos e exigências documentais, editais abertos para concorrência em qualquer época do ano e revisão dos formatos de contrapartida, alinhada às políticas públicas, de forma que o trabalho do artista seja incorporado como forma de contrapartida.
168 CULTURA Financiamento Cultural Estabelecimento de carteiras de projetos culturais do BRB, com taxas e procedimentos diferenciados.
169 CULTURA Financiamento Cultural Regulamentação da Lei de Incentivo à Cultura do Distrito Federal.
170 CULTURA Financiamento Cultural Priorização de artistas locais nas contratações de eventos públicos em festividades de Brasília.
171 CULTURA Infraestrutura Cultural Fortalecimento dos espaços culturais ativos e otimização dos espaços ociosos
172 CULTURA Promoção da Cultura Programa de acesso e produção cultural e artística no sistema de ensino de Brasília.
173 CULTURA Promoção da Cultura Poesia e arte rodoviária, terminais e paradas de ônibus e estações de metrô.
174 CULTURA Promoção da Cultura Programa de ocupação cultural dos espaços públicos e ações permanentes de incentivo e apoio a artistas de rua.
175 CULTURA Promoção da Cultura Criação do Portal da Cultura – para divulgar as atividades e manifestações culturais da cidade, bem como aplicativo móvel com a agenda cultural e o circuito turístico de Brasília.
176 CULTURA Desenvolvimento das Artes Políticas inovadoras, participativas e integradas para as artes, que contemplem a produção, o acesso, a difusão, a promoção e a circulação das artes, com programas específicos para Cinema, Música, Dança, Teatro, Artes Visuais, Livro, Leitura e Literatura.
177 CULTURA Desenvolvimento das Artes Programa Circula Cultura, com ações permanentes de difusão cultural, formação de apreciadores da arte, bem como de circulação de espetáculos, exibições, mostras em todas as cidades.
178 CULTURA Desenvolvimento das Artes Incentivo à implantação de cursos de Produção Cultural em Brasília
179 CULTURA Desenvolvimento das Artes Programas de capacitação técnica e artística de jovens e mediadores culturais e de incentivo a novos talentos bem como para a formação técnica de operadores de cultura.
180 CULTURA Desenvolvimento das Artes Política pública de estímulo e desenvolvimento de co-produções artísticas.
181 CULTURA Cidadania e Diversidade Desenvolvimento de linhas de incentivo específicas para a Cultura Popular (grupos regionais e populares, hip hop, folia de reis, quadrilhas juninas e demais manifestações da cultura popular em Brasília).
182 CULTURA Cidadania e Diversidade Programas específicos para segmentos etários (crianças, jovens e idosos).
183 CULTURA Cidadania e Diversidade Programa para a promoção da Cultura Afro-Brasileira.
184 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Ambiente de negócio para as empresas Foco na competitividade.
185 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Ambiente de negócio para as empresas Expansão da capacidade dos postos de atendimento integrado, para tornar mais rápida a abertura e o fechamento de empresas, a concessão de alvarás e a regularização de pendências.
186 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Ambiente de negócio para as empresas Criação de um Portal do Empreendedor, que reúna informações sobre o funcionamento de empresas em Brasília, com um sistema de acompanhamento online da tramitação dos processos de concessão de alvarás, abertura e fechamento de empresas.
187 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Ambiente de negócio para as empresas Instituição de linhas de financiamento no BRB para modelagem de franquias “de Brasília” e para instalação de novas unidades de franquia em Brasília.
188 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Trabalho inovador Integração de ações da Agência do Trabalhador para atuar em frentes distintas, online e offline: intermediação de vagas de emprego entre empresas e cidadãos.
189 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Trabalho inovador Integração de ações da Agência do Trabalhador para atuar em frentes distintas, online e offline: capacitação para empreendedorismo melhoria da empregabilidade de jovens e adultos (inclusive primeiro emprego), reeducandos e pessoas com deficiência, incluindo cursos para vocações locais e outros
190 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Trabalho inovador Integração de ações da Agência do Trabalhador para atuar em frentes distintas, online e offline: cursos gratuitos de capacitação de adultos desempregados sem nível fundamental, incluindo bolsa auxílio e auxílio transporte.
191 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Trabalho inovador Integração de ações da Agência do Trabalhador para atuar em frentes distintas, online e offline: cursos de capacitação em gestão de pequenos negócios modelo escola do empreendedor ligando a participação nos cursos à liberação do acesso ao microcrédito.
192 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Trabalho inovador Fortalecimento e expansão da economia solidária, do cooperativismo e da oferta de microcrédito.
193 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Trabalho inovador Atração de novos empreendimentos intensivos em trabalho e em conhecimento para Brasília.
194 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Trabalho inovador Oferecimento de oportunidades de prestação de serviço e obtenção de qualificação e renda para a população desempregada e em situação de vulnerabilidade social.
195 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Trabalho inovador Programa Jovem Empreendedor, com ampliação da oferta de capacitação técnica, criação de Empresas Juniores ligadas às escolas de Brasília e mecanismos de incentivo ao empreendedorismo jovem, como a criação de linha de crédito específica, com taxas e procedimentos diferenciados.
196 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Fortalecimento da produção de alimentos e matérias primas e do uso sustentável dos recursos naturais Implementação da Lei 12.024/2009, viabilizando a titulação direta das áreas rurais de Brasília
197 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Fortalecimento da produção de alimentos e matérias primas e do uso sustentável dos recursos naturais Ampliação da aquisição direta do produtor para abastecimento de escolas, creches, hospitais, quartéis e unidades do sistema carcerário.
198 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Fortalecimento da produção de alimentos e matérias primas e do uso sustentável dos recursos naturais Ampliação e dinamização de Câmaras Setoriais e prospecção de novas culturas pelos Conselhos de Desenvolvimento Regional e EMATER, devidamente articulados com o Governo Federal e instituições de pesquisa e desenvolvimento.
199 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Fortalecimento da produção de alimentos e matérias primas e do uso sustentável dos recursos naturais Apoio à criação e uso de selo/certificação de produtos agropecuários, agroecológicos e florestais de Brasília.
200 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Fortalecimento da produção de alimentos e matérias primas e do uso sustentável dos recursos naturais Destinação de espaço dedicado à comercialização de produtos orgânicos e agroecológicos na Central de Abastecimento do Distrito Federal (CEASA), em entrepostos e à realização de feiras de produtores para estimular o consumo local.
201 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Turismo e Brasília Utilização do turismo como elemento integrador de diferentes políticas públicas para o desenvolvimento de Brasília.
202 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Indústria Estabelecimento de diálogo permanente com entidades de classe, federação das indústrias e sociedade.
203 DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE Comércio e serviços Redução do tempo de aprovação de projetos construtivos, concessão de alvarás e emissão do habite-se.
204 MOBILIDADE Bilhete único - integração tarifária do sistema de transporte coletivo Implantação do Bilhete Único, com base em um Sistema de Integração das Tarifas.
205 MOBILIDADE Ampliação da mobilidade e redução de viagens Revisão e ampliação do plano cicloviário (inclusive com a implantação de ciclovias e ciclofaixas entre as cidades), integração com sistema de transporte coletivo e campanhas educativas para promoção do uso intensivo da bicicleta.
206 MOBILIDADE Ampliação da mobilidade e redução de viagens Instalação de bicicletários e vestiários em órgãos públicos e escolas.
207 MOBILIDADE Ampliação da mobilidade e redução de viagens Programa de teletrabalho nos órgãos públicos.
208 CULTURA Cidadania e Diversidade Programas que contemplem as pessoas com deficiência em atividades culturais e desportivas.
 

 
 
 
Gestão DF
Sistema Integrado de Monitoramento e Gestão do Distrito Federal
Todos os direitos Reservados ©
Secretaria de Estado de Fazenda, Planejamento, Orçamento e Gestão
Anexo do Palácio do Buriti 10º andar - CEP: 70075-900
SEFP
Secretaria Executiva de Planejamento
SUPPE
Subsecretaria de Programas e Projetos Estratégicos