Transparência    Ouvidoria    Acesso à Informação    Diário Oficial    Portal do Governo de Brasília  
   
BALANÇO DAS PRIORIDADES DO GOVERNO DE BRASÍLIA
 
 
 
 
 
 
INICIAL    DESTAQUES    TEMÁTICAS    PRIORIDADES    INICIATIVAS    POR ÓRGÃO   MAPA ESTRATÉGICO
CULTURA
Programa: Cidadania e Diversidade
 
Prioridade: Programas específicos para segmentos etários (crianças, jovens e idosos).
INICIATIVA STATUS ARQUIVOS
CONTATO
Lançado o programa Criança Candanga - Decreto 38.118/2017 (link aqui), com o objetivo de promover e garantir direitos da criança e do adolescente (0 a 18 anos) no Distrito Federal, bem como o desenvolvimento integral, desde a primeira infância à adolescência, considerando o contexto de vida e a família.

Foi realizado um mapeamento das ações dos órgãos governamentais, voltadas para crianças e adolescentes, no qual foram elencadas mais de 200 itens/iniciativas.

O programa prevê a criação de Espaços Criança Candanga em equipamentos públicos, atualmente foram implantados 16 Espaços (12 em Centros Olímpicos e Paralímpicos, um no Parque Ecológico de Águas Claras , um no CEU das Artes do Recanto das Emas, um no CEU das Artes QNM 28 e um no CEU das Artes QNR02, os dois últimos em Ceilândia).

Site do Criança Candanga (link aqui)
Concluído Lançado o programa Criança Candanga - Decreto 38.118/2017 (<a href="http://www.sinj.df.gov.br/sinj/Norma/158f52e4cc404e2884c263d0e12e6924/Decreto_38118_06_04_2017.html">link aqui</a>), com o objetivo de promover e garantir direitos da criança e do adolescente (0 a 18 anos) no Distrito Federal, bem como o desenvolvimento integral, desde a primeira infância à adolescência, considerando o contexto de vida e a família. 
</p>
Foi realizado um mapeamento das ações dos órgãos governamentais, voltadas para crianças e adolescentes, no qual foram elencadas mais de 200 itens/iniciativas. 
</p>
O programa prevê a criação de Espaços Criança Candanga em equipamentos públicos, atualmente foram implantados 16 Espaços (12 em Centros Olímpicos e Paralímpicos, um no Parque Ecológico de Águas Claras , um no CEU das Artes do Recanto das Emas, um no CEU das Artes QNM 28 e um no CEU das Artes QNR02, os dois últimos em Ceilândia).
</p>
Site do Criança Candanga (<a href="http://www.criancacandanga.df.gov.br/">link aqui</a>) Lançado o programa Criança Candanga - Decreto 38.118/2017 (<a href="http://www.sinj.df.gov.br/sinj/Norma/158f52e4cc404e2884c263d0e12e6924/Decreto_38118_06_04_2017.html">link aqui</a>), com o objetivo de promover e garantir direitos da criança e do adolescente (0 a 18 anos) no Distrito Federal, bem como o desenvolvimento integral, desde a primeira infância à adolescência, considerando o contexto de vida e a família. 
</p>
Foi realizado um mapeamento das ações dos órgãos governamentais, voltadas para crianças e adolescentes, no qual foram elencadas mais de 200 itens/iniciativas. 
</p>
O programa prevê a criação de Espaços Criança Candanga em equipamentos públicos, atualmente foram implantados 16 Espaços (12 em Centros Olímpicos e Paralímpicos, um no Parque Ecológico de Águas Claras , um no CEU das Artes do Recanto das Emas, um no CEU das Artes QNM 28 e um no CEU das Artes QNR02, os dois últimos em Ceilândia).
</p>
Site do Criança Candanga (<a href="http://www.criancacandanga.df.gov.br/">link aqui</a>) SECRETARIA DE ESTADO DE POLITICAS CRIANCAS, ADOLESCENTES E JUVENTUDE

JOSÉ CARLOS PRESTES ROCHA JUNIOR

ouvidoria@crianca.df.gov.br
Implantado o Centro 18 de Maio, localizado na 307 Sul, Plano Piloto, destinado ao atendimento inicial de crianças e adolescentes em situação de violência sexual, assim como de suas respectivas famílias, a fim de minimizar a revitimização e dar celeridade aos procedimentos de proteção. As atividades foram iniciadas em janeiro/2017.

Mais informações (link aqui)
Concluído Implantado o Centro 18 de Maio, localizado na 307 Sul, Plano Piloto, destinado ao atendimento inicial de crianças e adolescentes em situação de violência sexual, assim como de suas respectivas famílias, a fim de minimizar a revitimização e dar celeridade aos procedimentos de proteção. As atividades foram iniciadas em janeiro/2017. </p>Mais informações (<a href="http://www.crianca.df.gov.br/centro-18-de-maio/">link aqui</a>) Implantado o Centro 18 de Maio, localizado na 307 Sul, Plano Piloto, destinado ao atendimento inicial de crianças e adolescentes em situação de violência sexual, assim como de suas respectivas famílias, a fim de minimizar a revitimização e dar celeridade aos procedimentos de proteção. As atividades foram iniciadas em janeiro/2017. </p>Mais informações (<a href="http://www.crianca.df.gov.br/centro-18-de-maio/">link aqui</a>) SECRETARIA DE ESTADO DE POLITICAS CRIANCAS, ADOLESCENTES E JUVENTUDE

JOSÉ CARLOS PRESTES ROCHA JUNIOR

ouvidoria@crianca.df.gov.br
Implementado, em 2015, o programa Metrô Solidário. O Eixo Sociocultural, possui ações culturais voltadas para a temática cidadania e diversidade, atendendo a diversos segmentos: (link aqui)

  • Realização de oficinas e outras atividades voltadas ao idoso
  • Mostra cultural em prol da diversidade - Cultura Trans
  • Batalha de rimas com a rede urbana de ações socioculturais
  • Oficina de batuque em prol da proteção de crianças e adolescentes, em parceria com a Secretaria da Criança
  • Evento do Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
  • Campanha Doe Alegria - Arrecadação de brinquedos, em parceria com a Secretaria da Criança
  • Identidade infantil - Grito de Carnaval, em parceria com a Polícia Militar do DF
  • Passeio com crianças de entidades sociais para exposição fotográfica com contação de história
Concluído Implementado, em 2015, o programa Metrô Solidário. O Eixo Sociocultural, possui ações culturais voltadas para a temática cidadania e diversidade, atendendo a diversos segmentos: (<a href="http://www.metro.df.gov.br/?page_id=21562">link aqui</a>)
<br><br>
<ul>
    <li>Realização de oficinas e outras atividades voltadas ao idoso</li>
    <li>Mostra cultural em prol da diversidade - Cultura Trans</li>
    <li>Batalha de rimas com a rede urbana de ações socioculturais</li>
    <li>Oficina de batuque em prol da proteção de crianças e adolescentes, em parceria com a Secretaria da Criança</li>
     <li>Evento do Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes</li>
    <li>Campanha Doe Alegria - Arrecadação de brinquedos, em parceria com a Secretaria da Criança</li>
    <li>Identidade infantil - Grito de Carnaval, em parceria com a Polícia Militar do DF</li>
    <li>Passeio com crianças de entidades sociais para exposição fotográfica com contação de história</li>
</ul> Implementado, em 2015, o programa Metrô Solidário. O Eixo Sociocultural, possui ações culturais voltadas para a temática cidadania e diversidade, atendendo a diversos segmentos: (<a href="http://www.metro.df.gov.br/?page_id=21562">link aqui</a>)
<br><br>
<ul>
    <li>Realização de oficinas e outras atividades voltadas ao idoso</li>
    <li>Mostra cultural em prol da diversidade - Cultura Trans</li>
    <li>Batalha de rimas com a rede urbana de ações socioculturais</li>
    <li>Oficina de batuque em prol da proteção de crianças e adolescentes, em parceria com a Secretaria da Criança</li>
     <li>Evento do Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes</li>
    <li>Campanha Doe Alegria - Arrecadação de brinquedos, em parceria com a Secretaria da Criança</li>
    <li>Identidade infantil - Grito de Carnaval, em parceria com a Polícia Militar do DF</li>
    <li>Passeio com crianças de entidades sociais para exposição fotográfica com contação de história</li>
</ul> COMPANHIA DO METROPOLITANO DO DF

FLÁVIA XAVIER ARAÚJO

ouvidoria@metro.df.gov.br
Instituído o programa Cultura Educa, pela Portaria nº 234, de 16/08/2017 (link aqui), que objetiva contribuir para a ampliação, qualificação e diversificação dos processos formativos voltados ao desenvolvimento de competências técnicas, gerenciais e artísticas e de processos de sensibilização de novos públicos e educação patrimonial. O programa desenvolveu as seguintes atividades:
  • Em 2017: o edital As Duas Asas - Cultura e Educação, com realização de 96 oficinas continuadas e itinerantes, 32 exibições de obras cinematográficas e 78 apresentações artísticas em escolas públicas, pontos de cultura, espaços alternativos e equipamentos culturais da Secretaria de Cultura; o edital do Fundo de Apoio à Cultura - FAC, com ações de arte e cultura em dez escolas públicas, implementação de turma em curso técnico em conservação e restauro no Museu Vivo da Memória Candanga, no âmbito do Mediotec e em parceria com a Secretaria de Educação; e circuito de visitas para cerca de 12 mil alunos da rede pública de ensino, propiciando a crianças e adolescentes participação em concertos didáticos promovidos pela Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro, sessões de cinema e debates no Cine Brasília, além de visitas à Casa do Cantador, ao Museu Vivo da Memória Candanga, ao Memorial dos Povos Indígenas, ao Catetinho e ao Museu da República.
  • Em 2018: foram realizadas visitas socioeducativas, com preparação e mediação prévias em sala de aula, para estudantes do ensino fundamental e médio da rede pública de ensino do Distrito Federal, no âmbito de três eixos de ação: Circuito de Museus, envolvendo visitas orientadas ao Museu Vivo da Memória Candanga, Museu do Catetinho e Memorial dos Povos Indígenas; Escola Vai ao Cinema, que viabilizou o contato e reflexão dos estudantes com obras audiovisuais; e Concertos Didáticos, que propiciou um processo de iniciação musical para jovens por meio de ações junto a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro.
Além das atividades regulares de visitas socioeducativas promovidas pelo Programa Cultura Educa, em 2018 foram apoiadas diretamente as seguintes iniciativas de cultura e educação: Cine Detran, mobilizando aproximadamente 2.160 estudantes do Ensino Médio; Movimento Internacional de Dança, com cerca de 450 estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA); e Festival de Filmes Curta-Metragem das Escolas Públicas de Brasília, com aproximadamente 630 estudantes do Ensino Médio.
Concluído Instituído o programa Cultura Educa, pela Portaria nº 234, de 16/08/2017 (<a href="http://www.sinj.df.gov.br/sinj/Norma/34cd7501e3624c59a02119c9e29675d1/sc_prt_234_2017.html">link aqui</a>), que objetiva contribuir para a ampliação, qualificação e diversificação dos processos formativos voltados ao desenvolvimento de competências técnicas, gerenciais e artísticas e de processos de sensibilização de novos públicos e educação patrimonial. O programa desenvolveu as seguintes atividades:
<ul>
    <li>Em 2017: o edital As Duas Asas - Cultura e Educação, com realização de 96 oficinas continuadas e itinerantes, 32 exibições de obras cinematográficas e 78 apresentações artísticas em escolas públicas, pontos de cultura, espaços alternativos e equipamentos culturais da Secretaria de Cultura; o edital do Fundo de Apoio à Cultura - FAC, com ações de arte e cultura em dez escolas públicas, implementação de turma em curso técnico em conservação e restauro no Museu Vivo da Memória Candanga, no âmbito do Mediotec e em parceria com a Secretaria de Educação; e circuito de visitas para cerca de 12 mil alunos da rede pública de ensino, propiciando a crianças e adolescentes participação em concertos didáticos promovidos pela Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro, sessões de cinema e debates no Cine Brasília, além de visitas à Casa do Cantador, ao Museu Vivo da Memória Candanga, ao Memorial dos Povos Indígenas, ao Catetinho e ao Museu da República.</li>
</ul><ul>
    <li>Em 2018: foram realizadas visitas socioeducativas, com preparação e mediação prévias em sala de aula, para estudantes do ensino fundamental e médio da rede pública de ensino do Distrito Federal, no âmbito de três eixos de ação: Circuito de Museus, envolvendo visitas orientadas ao Museu Vivo da Memória Candanga, Museu do Catetinho e Memorial dos Povos Indígenas; Escola Vai ao Cinema, que viabilizou o contato e reflexão dos estudantes com obras audiovisuais; e Concertos Didáticos, que propiciou um processo de iniciação musical para jovens por meio de ações junto a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro.</li>
</ul>
Além das atividades regulares de visitas socioeducativas promovidas pelo Programa Cultura Educa, em 2018 foram apoiadas diretamente as seguintes iniciativas de cultura e educação: Cine Detran, mobilizando aproximadamente 2.160 estudantes do Ensino Médio; Movimento Internacional de Dança, com cerca de 450 estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA); e Festival de Filmes Curta-Metragem das Escolas Públicas de Brasília, com aproximadamente 630 estudantes do Ensino Médio.</li> Instituído o programa Cultura Educa, pela Portaria nº 234, de 16/08/2017 (<a href="http://www.sinj.df.gov.br/sinj/Norma/34cd7501e3624c59a02119c9e29675d1/sc_prt_234_2017.html">link aqui</a>), que objetiva contribuir para a ampliação, qualificação e diversificação dos processos formativos voltados ao desenvolvimento de competências técnicas, gerenciais e artísticas e de processos de sensibilização de novos públicos e educação patrimonial. O programa desenvolveu as seguintes atividades:
<ul>
    <li>Em 2017: o edital As Duas Asas - Cultura e Educação, com realização de 96 oficinas continuadas e itinerantes, 32 exibições de obras cinematográficas e 78 apresentações artísticas em escolas públicas, pontos de cultura, espaços alternativos e equipamentos culturais da Secretaria de Cultura; o edital do Fundo de Apoio à Cultura - FAC, com ações de arte e cultura em dez escolas públicas, implementação de turma em curso técnico em conservação e restauro no Museu Vivo da Memória Candanga, no âmbito do Mediotec e em parceria com a Secretaria de Educação; e circuito de visitas para cerca de 12 mil alunos da rede pública de ensino, propiciando a crianças e adolescentes participação em concertos didáticos promovidos pela Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro, sessões de cinema e debates no Cine Brasília, além de visitas à Casa do Cantador, ao Museu Vivo da Memória Candanga, ao Memorial dos Povos Indígenas, ao Catetinho e ao Museu da República.</li>
</ul><ul>
    <li>Em 2018: foram realizadas visitas socioeducativas, com preparação e mediação prévias em sala de aula, para estudantes do ensino fundamental e médio da rede pública de ensino do Distrito Federal, no âmbito de três eixos de ação: Circuito de Museus, envolvendo visitas orientadas ao Museu Vivo da Memória Candanga, Museu do Catetinho e Memorial dos Povos Indígenas; Escola Vai ao Cinema, que viabilizou o contato e reflexão dos estudantes com obras audiovisuais; e Concertos Didáticos, que propiciou um processo de iniciação musical para jovens por meio de ações junto a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro.</li>
</ul>
Além das atividades regulares de visitas socioeducativas promovidas pelo Programa Cultura Educa, em 2018 foram apoiadas diretamente as seguintes iniciativas de cultura e educação: Cine Detran, mobilizando aproximadamente 2.160 estudantes do Ensino Médio; Movimento Internacional de Dança, com cerca de 450 estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA); e Festival de Filmes Curta-Metragem das Escolas Públicas de Brasília, com aproximadamente 630 estudantes do Ensino Médio.</li> SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA DO DISTRITO FEDERAL

JULIANA CRISTINA OTONI BORGES

ouvidoria@cultura.df.gov.br
Mantida a parceria com a Secretaria de Educação - SEE, para a realização do Festivalzinho, que faz parte das ações pedagógicas do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. O evento objetiva a apreciação e fruição estética dos meios audiovisuais. Alunos de sete a 12 anos - ensino fundamental, anos iniciais e finais, têm contato com as novas produções do cinema nacional, possibilitando práticas pedagógicas a partir de eixos transversais.
  • Em 2015: foram atendidos 4.895 alunos de 12 escolas do Gama, Ceilândia e Taguatinga
  • Em 2016: foram atendidos 4.410 alunos de 69 escolas pertencentes a 14 regiões administrativas
  • Em 2017: foram atendidos 5.448 alunos de escolas públicas de 19 regiões administrativas. A programação foi apresentada nos seguintes espaços: Cine Brasília, Museu Nacional, Teatro da Praça (Taguatinga), Colégio Gama, Teatro de Sobradinho, Riacho Fundo I
  • Em 2018: foram atendidos mais de 5.200 alunos da rede pública de ensino do Distrito Federal. As atividades seguiram previstas como programação prioritária na realização do 51º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, tanto nas sessões regulares do Cine Brasília e Museu Nacional da República quanto nos pontos oficiais de exibição do Festival
Concluído Mantida a parceria com a Secretaria de Educação - SEE, para a realização do Festivalzinho, que faz parte das ações pedagógicas do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. O evento objetiva a apreciação e fruição estética dos meios audiovisuais. Alunos de sete a 12 anos - ensino fundamental, anos iniciais e finais, têm contato com as novas produções do cinema nacional, possibilitando práticas pedagógicas a partir de eixos transversais. <ul>
    <li>Em 2015: foram atendidos 4.895 alunos de 12 escolas do Gama, Ceilândia e Taguatinga</li>
</ul><ul>
    <li>Em 2016: foram atendidos 4.410 alunos de 69 escolas pertencentes a 14 regiões administrativas</li>
</ul><ul>
    <li>Em 2017: foram atendidos 5.448 alunos de escolas públicas de 19 regiões administrativas. A programação foi apresentada nos seguintes espaços: Cine Brasília, Museu Nacional, Teatro da Praça (Taguatinga), Colégio Gama, Teatro de Sobradinho, Riacho Fundo I</li>
</ul><ul>
    <li>Em 2018: foram atendidos mais de 5.200 alunos da rede pública de ensino do Distrito Federal. As atividades seguiram previstas como programação prioritária na realização do 51º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, tanto nas sessões regulares do Cine Brasília e Museu Nacional da República quanto nos pontos oficiais de exibição do Festival</ul> Mantida a parceria com a Secretaria de Educação - SEE, para a realização do Festivalzinho, que faz parte das ações pedagógicas do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. O evento objetiva a apreciação e fruição estética dos meios audiovisuais. Alunos de sete a 12 anos - ensino fundamental, anos iniciais e finais, têm contato com as novas produções do cinema nacional, possibilitando práticas pedagógicas a partir de eixos transversais. <ul>
    <li>Em 2015: foram atendidos 4.895 alunos de 12 escolas do Gama, Ceilândia e Taguatinga</li>
</ul><ul>
    <li>Em 2016: foram atendidos 4.410 alunos de 69 escolas pertencentes a 14 regiões administrativas</li>
</ul><ul>
    <li>Em 2017: foram atendidos 5.448 alunos de escolas públicas de 19 regiões administrativas. A programação foi apresentada nos seguintes espaços: Cine Brasília, Museu Nacional, Teatro da Praça (Taguatinga), Colégio Gama, Teatro de Sobradinho, Riacho Fundo I</li>
</ul><ul>
    <li>Em 2018: foram atendidos mais de 5.200 alunos da rede pública de ensino do Distrito Federal. As atividades seguiram previstas como programação prioritária na realização do 51º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, tanto nas sessões regulares do Cine Brasília e Museu Nacional da República quanto nos pontos oficiais de exibição do Festival</ul> Mantida a parceria com a Secretaria de Educação - SEE, para a realização do Festivalzinho, que faz parte das ações pedagógicas do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. O evento objetiva a apreciação e fruição estética dos meios audiovisuais. Alunos de sete a 12 anos - ensino fundamental, anos iniciais e finais, têm contato com as novas produções do cinema nacional, possibilitando práticas pedagógicas a partir de eixos transversais. <ul>
    <li>Em 2015: foram atendidos 4.895 alunos de 12 escolas do Gama, Ceilândia e Taguatinga</li>
</ul><ul>
    <li>Em 2016: foram atendidos 4.410 alunos de 69 escolas pertencentes a 14 regiões administrativas</li>
</ul><ul>
    <li>Em 2017: foram atendidos 5.448 alunos de escolas públicas de 19 regiões administrativas. A programação foi apresentada nos seguintes espaços: Cine Brasília, Museu Nacional, Teatro da Praça (Taguatinga), Colégio Gama, Teatro de Sobradinho, Riacho Fundo I</li>
</ul><ul>
    <li>Em 2018: foram atendidos mais de 5.200 alunos da rede pública de ensino do Distrito Federal. As atividades seguiram previstas como programação prioritária na realização do 51º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, tanto nas sessões regulares do Cine Brasília e Museu Nacional da República quanto nos pontos oficiais de exibição do Festival</ul> SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA DO DISTRITO FEDERAL

JULIANA CRISTINA OTONI BORGES

ouvidoria@cultura.df.gov.br
Implantados os Centros de Juventude de Ceilândia (QNN 13, Conjunto B, Área Especial), Estrutural (Área Especial Nº 8, Praça Central) e Samambaia (QS 402, conjunto G, Lote 01), que ofertam qualificação profissional, atividades de convivência, inclusão digital, cultura, esporte, lazer, formação para o empreendedorismo, assistência social, prevenção ao uso de drogas ilícitas, ação social e comunitária.

Os jovens atendidos são encaminhados por meio dos Centros de Referência de Assistência Social - CRAS, com prioridade para aqueles integrantes de famílias do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal - Cadúnico.

Mais informações (link aqui)
Concluído Implantados os Centros de Juventude de Ceilândia (QNN 13, Conjunto B, Área Especial), Estrutural (Área Especial Nº 8, Praça Central) e Samambaia (QS 402, conjunto G, Lote 01), que ofertam qualificação profissional, atividades de convivência, inclusão digital, cultura, esporte, lazer, formação para o empreendedorismo, assistência social, prevenção ao uso de drogas ilícitas, ação social e comunitária. 
</p>
Os jovens atendidos são encaminhados por meio dos Centros de Referência de Assistência Social - CRAS, com prioridade para aqueles integrantes de famílias do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal - Cadúnico. 
</p>
Mais informações (<a href="http://www.crianca.df.gov.br/centros-de-juventude/">link aqui</a>) Implantados os Centros de Juventude de Ceilândia (QNN 13, Conjunto B, Área Especial), Estrutural (Área Especial Nº 8, Praça Central) e Samambaia (QS 402, conjunto G, Lote 01), que ofertam qualificação profissional, atividades de convivência, inclusão digital, cultura, esporte, lazer, formação para o empreendedorismo, assistência social, prevenção ao uso de drogas ilícitas, ação social e comunitária. 
</p>
Os jovens atendidos são encaminhados por meio dos Centros de Referência de Assistência Social - CRAS, com prioridade para aqueles integrantes de famílias do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal - Cadúnico. 
</p>
Mais informações (<a href="http://www.crianca.df.gov.br/centros-de-juventude/">link aqui</a>) Implantados os Centros de Juventude de Ceilândia (QNN 13, Conjunto B, Área Especial), Estrutural (Área Especial Nº 8, Praça Central) e Samambaia (QS 402, conjunto G, Lote 01), que ofertam qualificação profissional, atividades de convivência, inclusão digital, cultura, esporte, lazer, formação para o empreendedorismo, assistência social, prevenção ao uso de drogas ilícitas, ação social e comunitária. 
</p>
Os jovens atendidos são encaminhados por meio dos Centros de Referência de Assistência Social - CRAS, com prioridade para aqueles integrantes de famílias do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal - Cadúnico. 
</p>
Mais informações (<a href="http://www.crianca.df.gov.br/centros-de-juventude/">link aqui</a>) SECRETARIA DE ESTADO DE POLITICAS CRIANCAS, ADOLESCENTES E JUVENTUDE

JOSÉ CARLOS PRESTES ROCHA JUNIOR

ouvidoria@crianca.df.gov.br
Realizados dois Mutirões da Criança, em outubro/2017, com o desenvolvimento de atividades para as crianças, com enfoque na prevenção de doenças e a todas as formas de violência, no combate ao uso e abuso de drogas e ao tráfico de pessoas. Também foram distribuídos materiais informativos.

Os mutirões foram realizados em Ceilândia e no Paranoá, áreas de alta vulnerabilidade social e onde há maior demanda nos núcleos do Pró-Vítima, localizados nestas cidades. A média foi de 3 mil atendimentos.

Em 2018 foram realizados mais quatro mutirões em Ceilândia, Planaltina, Santa Maria, e no Setor Militar Complementar, nos dias 03/03/2018, 30/06/2018, 10/10/2018 e 08/12/2018, com média de atendimento de 1.500, 1.500, 100 e 500 pessoas respectivamente.

Concluído Realizados dois Mutirões da Criança, em outubro/2017, com o desenvolvimento de atividades para as crianças, com enfoque na prevenção de doenças e a todas as formas de violência, no combate ao uso e abuso de drogas e ao tráfico de pessoas. Também foram distribuídos materiais informativos. 
<p>
Os mutirões foram realizados em Ceilândia e no Paranoá, áreas de alta vulnerabilidade social e onde há maior demanda nos núcleos do Pró-Vítima, localizados nestas cidades. A média foi de 3 mil atendimentos.
<p>
Em 2018 foram realizados mais quatro mutirões em Ceilândia, Planaltina, Santa Maria, e no Setor Militar Complementar, nos dias 03/03/2018, 30/06/2018, 10/10/2018 e 08/12/2018, com média de atendimento de 1.500, 1.500, 100 e 500 pessoas respectivamente.  Realizados dois Mutirões da Criança, em outubro/2017, com o desenvolvimento de atividades para as crianças, com enfoque na prevenção de doenças e a todas as formas de violência, no combate ao uso e abuso de drogas e ao tráfico de pessoas. Também foram distribuídos materiais informativos. 
<p>
Os mutirões foram realizados em Ceilândia e no Paranoá, áreas de alta vulnerabilidade social e onde há maior demanda nos núcleos do Pró-Vítima, localizados nestas cidades. A média foi de 3 mil atendimentos.
<p>
Em 2018 foram realizados mais quatro mutirões em Ceilândia, Planaltina, Santa Maria, e no Setor Militar Complementar, nos dias 03/03/2018, 30/06/2018, 10/10/2018 e 08/12/2018, com média de atendimento de 1.500, 1.500, 100 e 500 pessoas respectivamente.  SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTICA E CIDADANIA

ISRAEL CARRARA DE PINNA

ouvidoria@sejus.df.gov.br
Realizado desde 2015, como parte da programação do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, o Festival de Curtas-Metragens das Escolas Públicas do DF é desenvolvido pela Secretaria de Cultura em parceria com o Canal E, da Secretaria de Educação. A proposta visa dar visibilidade e incentivar a produção audiovisual de estudantes da rede pública de ensino e promover o ensino de audiovisual para cerca de 250 mil estudantes da rede pública. As premiações, em 2015 e 2016, foram bolsas de estudo na Cult Vídeo e, na terceira edição, em 2017, o Centro Universitário IESB ofereceu seis bolsas de estudos (três de 50% e três de 100%) no ensino superior.

Em 2018, o 4º Festival de Curtas-Metragens das Escolas Públicas do DF aconteceu no Cine Brasília, nos dias 17 e 18 de setembro. Foram inscritos estudantes do 6º ao 9º ano do ensino fundamental, do ensino médio, da educação profissional e da educação de jovens e adultos (EJA). Os 30 melhores curtas, 15 dos alunos de ensino fundamental e 15 dos demais estudantes, foram escolhidos para concorrer às premiações do evento. Ao todo, nove categorias receberam premiações, entre troféus, certificados, bolsas de estudo em cursos de aperfeiçoamento em audiovisual, entre outros. Em todas as edições houve participação ativa de alunos da rede pública de ensino:

  • 2015 - 2.000 alunos e 101 filmes inscritos
  • 2016 - 3.230 alunos e 103 filmes inscritos
  • 2017 - 3.120 alunos e 163 filmes inscritos
  • 2018 - 3.130 alunos e 144 filmes inscritos
Concluído Realizado desde 2015, como parte da programação do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, o Festival de Curtas-Metragens das Escolas Públicas do DF é desenvolvido pela Secretaria de Cultura em parceria com o Canal E, da Secretaria de Educação. A proposta visa dar visibilidade e incentivar a produção audiovisual de estudantes da rede pública de ensino e promover o ensino de audiovisual para cerca de 250 mil estudantes da rede pública. As premiações, em 2015 e 2016, foram bolsas de estudo na Cult Vídeo e, na terceira edição, em 2017, o Centro Universitário IESB ofereceu seis bolsas de estudos (três de 50% e três de 100%) no ensino superior.<p>

Em 2018, o 4º Festival de Curtas-Metragens das Escolas Públicas do DF aconteceu no Cine Brasília, nos dias 17 e 18 de setembro. Foram inscritos estudantes do 6º ao 9º ano do ensino fundamental, do ensino médio, da educação profissional e da educação de jovens e adultos (EJA). Os 30 melhores curtas, 15 dos alunos de ensino fundamental e 15 dos demais estudantes, foram escolhidos para concorrer às premiações do evento. Ao todo, nove categorias receberam premiações, entre troféus, certificados, bolsas de estudo em cursos de aperfeiçoamento em audiovisual, entre outros. Em todas as edições houve participação ativa de alunos da rede pública de ensino:<p>
<ul>
    <li>2015 - 2.000 alunos e 101 filmes inscritos</li> 
</ul><ul>
    <li>2016 - 3.230 alunos e 103 filmes inscritos</li>
</ul><ul>
    <li>2017 - 3.120 alunos e 163 filmes inscritos</li>
</ul><ul>
    <li>2018 - 3.130 alunos e 144 filmes inscritos</li>
</ul> Realizado desde 2015, como parte da programação do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, o Festival de Curtas-Metragens das Escolas Públicas do DF é desenvolvido pela Secretaria de Cultura em parceria com o Canal E, da Secretaria de Educação. A proposta visa dar visibilidade e incentivar a produção audiovisual de estudantes da rede pública de ensino e promover o ensino de audiovisual para cerca de 250 mil estudantes da rede pública. As premiações, em 2015 e 2016, foram bolsas de estudo na Cult Vídeo e, na terceira edição, em 2017, o Centro Universitário IESB ofereceu seis bolsas de estudos (três de 50% e três de 100%) no ensino superior.<p>

Em 2018, o 4º Festival de Curtas-Metragens das Escolas Públicas do DF aconteceu no Cine Brasília, nos dias 17 e 18 de setembro. Foram inscritos estudantes do 6º ao 9º ano do ensino fundamental, do ensino médio, da educação profissional e da educação de jovens e adultos (EJA). Os 30 melhores curtas, 15 dos alunos de ensino fundamental e 15 dos demais estudantes, foram escolhidos para concorrer às premiações do evento. Ao todo, nove categorias receberam premiações, entre troféus, certificados, bolsas de estudo em cursos de aperfeiçoamento em audiovisual, entre outros. Em todas as edições houve participação ativa de alunos da rede pública de ensino:<p>
<ul>
    <li>2015 - 2.000 alunos e 101 filmes inscritos</li> 
</ul><ul>
    <li>2016 - 3.230 alunos e 103 filmes inscritos</li>
</ul><ul>
    <li>2017 - 3.120 alunos e 163 filmes inscritos</li>
</ul><ul>
    <li>2018 - 3.130 alunos e 144 filmes inscritos</li>
</ul> SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA DO DISTRITO FEDERAL

JULIANA CRISTINA OTONI BORGES

ouvidoria@cultura.df.gov.br
Realizado, em 2017, o 1º FestUniBrasília - 1º Festival Universitário de Cinema de Brasília. A programação foi exibida no Cine Brasília e contou com a mobilização de universidades públicas de todo o país, tendo selecionado 20 filmes curtas-metragens, produzidos por alunos de universidades de comunicação e cinema.

A 2ª edição do FestUniBrasília - 2º Festival Universitário de Cinema de Brasília aconteceu nos dias 20 e 21 de setembro/2018, no Cine Brasília. Na disputa pelos Troféus Candango de Melhor Filme, Direção e Roteiro, 20 curtas-metragens produzidos por alunos das universidades públicas de todo o país foram exibidos e avaliados pelo júri convidado especialmente para essa programação.

Concluído Realizado, em 2017, o 1º FestUniBrasília - 1º Festival Universitário de Cinema de Brasília. A programação foi exibida no Cine Brasília e contou com a mobilização de universidades públicas de todo o país, tendo selecionado 20 filmes curtas-metragens, produzidos por alunos de universidades de comunicação e cinema.
<p>
A 2ª edição do FestUniBrasília - 2º Festival Universitário de Cinema de Brasília aconteceu nos dias 20 e 21 de setembro/2018, no Cine Brasília. Na disputa pelos Troféus Candango de Melhor Filme, Direção e Roteiro, 20 curtas-metragens produzidos por alunos das universidades públicas de todo o país foram exibidos e avaliados pelo júri convidado especialmente para essa programação. Realizado, em 2017, o 1º FestUniBrasília - 1º Festival Universitário de Cinema de Brasília. A programação foi exibida no Cine Brasília e contou com a mobilização de universidades públicas de todo o país, tendo selecionado 20 filmes curtas-metragens, produzidos por alunos de universidades de comunicação e cinema.
<p>
A 2ª edição do FestUniBrasília - 2º Festival Universitário de Cinema de Brasília aconteceu nos dias 20 e 21 de setembro/2018, no Cine Brasília. Na disputa pelos Troféus Candango de Melhor Filme, Direção e Roteiro, 20 curtas-metragens produzidos por alunos das universidades públicas de todo o país foram exibidos e avaliados pelo júri convidado especialmente para essa programação. SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA DO DISTRITO FEDERAL

JULIANA CRISTINA OTONI BORGES

ouvidoria@cultura.df.gov.br
Realizadas Caravanas do Idoso, cujo objetivo foi a prática de ações territoriais para oferta de serviços e divulgação dos direitos da pessoa idosa. Foram realizadas cinco caravanas:
  • Brasília: 13/06/2017 - Estação do Metrô 112 Sul - Estação da Cidadania, com a participação de aproximadamente 350 idosos
  • Recanto das Emas: 03/08/2017 - Centro de Artes e Esportes Unificados - CEU das Artes, com a participação de aproximadamente 400 idosos
  • Planaltina: 25/10/2017 - Setor Recreativo e Cultural, Módulo Esportivo de Planaltina - Vila Olímpica, com a participação de aproximadamente 150 idosos
  • Taguatinga Norte: 06/12/2017 - Centro de Convivência e Fortalecimento de Vínculos - Cecon, Bernardo Sayão - Setor M Norte, com a participação de aproximadamente 150 idosos
  • Guará: 18/05/2018 - Centro de Atividades Vivenciais - CAVE, Área Especial, Guará II, com a participação de aproximadamente 150 idosos
Concluído Realizadas Caravanas do Idoso, cujo objetivo foi a prática de ações territoriais para oferta de serviços e divulgação dos direitos da pessoa idosa. Foram realizadas cinco caravanas: 
<ul>
    <li>Brasília: 13/06/2017 - Estação do Metrô 112 Sul - Estação da Cidadania, com a participação de aproximadamente 350 idosos</li>
</ul><ul>
    <li>Recanto das Emas: 03/08/2017 - Centro de Artes e Esportes Unificados - CEU das Artes, com a participação de aproximadamente 400 idosos</li>
</ul><ul>
    <li>Planaltina: 25/10/2017 - Setor Recreativo e Cultural, Módulo Esportivo de Planaltina - Vila Olímpica, com a participação de aproximadamente 150 idosos</li>
</ul><ul>
    <li>Taguatinga Norte: 06/12/2017 - Centro de Convivência e Fortalecimento de Vínculos - Cecon, Bernardo Sayão -  Setor M Norte, com a participação de aproximadamente 150 idosos</li>
</ul><ul>
    <li>Guará: 18/05/2018 - Centro de Atividades Vivenciais - CAVE, Área Especial, Guará II, com a participação de aproximadamente 150 idosos</li>
</ul> Realizadas Caravanas do Idoso, cujo objetivo foi a prática de ações territoriais para oferta de serviços e divulgação dos direitos da pessoa idosa. Foram realizadas cinco caravanas: 
<ul>
    <li>Brasília: 13/06/2017 - Estação do Metrô 112 Sul - Estação da Cidadania, com a participação de aproximadamente 350 idosos</li>
</ul><ul>
    <li>Recanto das Emas: 03/08/2017 - Centro de Artes e Esportes Unificados - CEU das Artes, com a participação de aproximadamente 400 idosos</li>
</ul><ul>
    <li>Planaltina: 25/10/2017 - Setor Recreativo e Cultural, Módulo Esportivo de Planaltina - Vila Olímpica, com a participação de aproximadamente 150 idosos</li>
</ul><ul>
    <li>Taguatinga Norte: 06/12/2017 - Centro de Convivência e Fortalecimento de Vínculos - Cecon, Bernardo Sayão -  Setor M Norte, com a participação de aproximadamente 150 idosos</li>
</ul><ul>
    <li>Guará: 18/05/2018 - Centro de Atividades Vivenciais - CAVE, Área Especial, Guará II, com a participação de aproximadamente 150 idosos</li>
</ul> Realizadas Caravanas do Idoso, cujo objetivo foi a prática de ações territoriais para oferta de serviços e divulgação dos direitos da pessoa idosa. Foram realizadas cinco caravanas: 
<ul>
    <li>Brasília: 13/06/2017 - Estação do Metrô 112 Sul - Estação da Cidadania, com a participação de aproximadamente 350 idosos</li>
</ul><ul>
    <li>Recanto das Emas: 03/08/2017 - Centro de Artes e Esportes Unificados - CEU das Artes, com a participação de aproximadamente 400 idosos</li>
</ul><ul>
    <li>Planaltina: 25/10/2017 - Setor Recreativo e Cultural, Módulo Esportivo de Planaltina - Vila Olímpica, com a participação de aproximadamente 150 idosos</li>
</ul><ul>
    <li>Taguatinga Norte: 06/12/2017 - Centro de Convivência e Fortalecimento de Vínculos - Cecon, Bernardo Sayão -  Setor M Norte, com a participação de aproximadamente 150 idosos</li>
</ul><ul>
    <li>Guará: 18/05/2018 - Centro de Atividades Vivenciais - CAVE, Área Especial, Guará II, com a participação de aproximadamente 150 idosos</li>
</ul> Realizadas Caravanas do Idoso, cujo objetivo foi a prática de ações territoriais para oferta de serviços e divulgação dos direitos da pessoa idosa. Foram realizadas cinco caravanas: 
<ul>
    <li>Brasília: 13/06/2017 - Estação do Metrô 112 Sul - Estação da Cidadania, com a participação de aproximadamente 350 idosos</li>
</ul><ul>
    <li>Recanto das Emas: 03/08/2017 - Centro de Artes e Esportes Unificados - CEU das Artes, com a participação de aproximadamente 400 idosos</li>
</ul><ul>
    <li>Planaltina: 25/10/2017 - Setor Recreativo e Cultural, Módulo Esportivo de Planaltina - Vila Olímpica, com a participação de aproximadamente 150 idosos</li>
</ul><ul>
    <li>Taguatinga Norte: 06/12/2017 - Centro de Convivência e Fortalecimento de Vínculos - Cecon, Bernardo Sayão -  Setor M Norte, com a participação de aproximadamente 150 idosos</li>
</ul><ul>
    <li>Guará: 18/05/2018 - Centro de Atividades Vivenciais - CAVE, Área Especial, Guará II, com a participação de aproximadamente 150 idosos</li>
</ul> SECRETARIA DE ESTADO DE TRABALHO, DESENVOLVIMENTO SOCIAL, MULHERES, IGUALDADE RACIAL E DIREITOS HUMANOS

FLÁVIA RODRIGUES GUIMARÃES

ouvidoria@sedestmidh.df.gov.br
Realizado o Baile de Carnaval de Idosos, com o objetivo de promover o protagonismo e o empoderamento das pessoas idosas, de forma lúdica. Foram dois eventos realizados, sendo um em 14/02/2017 e outro em 07/02/2018, no Salão de Múltiplas Funções do CAVE - Guará. Concluído Realizado o Baile de Carnaval de Idosos, com o objetivo de promover o protagonismo e o empoderamento das pessoas idosas, de forma lúdica. Foram dois eventos realizados, sendo um em 14/02/2017 e outro em 07/02/2018, no Salão de Múltiplas Funções do CAVE - Guará. Realizado o Baile de Carnaval de Idosos, com o objetivo de promover o protagonismo e o empoderamento das pessoas idosas, de forma lúdica. Foram dois eventos realizados, sendo um em 14/02/2017 e outro em 07/02/2018, no Salão de Múltiplas Funções do CAVE - Guará. SECRETARIA DE ESTADO DE TRABALHO, DESENVOLVIMENTO SOCIAL, MULHERES, IGUALDADE RACIAL E DIREITOS HUMANOS

FLÁVIA RODRIGUES GUIMARÃES

ouvidoria@sedestmidh.df.gov.br
Ministradas palestras para idosos, em visitação na Residência Oficial de Águas Claras - Roac, em 2016. Foram realizadas três visitações, com participação total de 120 idosos. Nas palestras, foram abordados temas como violência contra a pessoa idosa, rede de atendimento à pessoa idosa no DF e envelhecimento e qualidade de vida e direitos da pessoa idosa, conforme prevê o Estatuto do Idoso. Concluído Ministradas palestras para idosos, em visitação na Residência Oficial de Águas Claras - Roac, em 2016. Foram realizadas três visitações, com participação total de 120 idosos. Nas palestras, foram abordados temas como violência contra a pessoa idosa, rede de atendimento à pessoa idosa no DF e  envelhecimento e qualidade de vida e direitos da pessoa idosa, conforme prevê o Estatuto do Idoso. Ministradas palestras para idosos, em visitação na Residência Oficial de Águas Claras - Roac, em 2016. Foram realizadas três visitações, com participação total de 120 idosos. Nas palestras, foram abordados temas como violência contra a pessoa idosa, rede de atendimento à pessoa idosa no DF e  envelhecimento e qualidade de vida e direitos da pessoa idosa, conforme prevê o Estatuto do Idoso. Ministradas palestras para idosos, em visitação na Residência Oficial de Águas Claras - Roac, em 2016. Foram realizadas três visitações, com participação total de 120 idosos. Nas palestras, foram abordados temas como violência contra a pessoa idosa, rede de atendimento à pessoa idosa no DF e  envelhecimento e qualidade de vida e direitos da pessoa idosa, conforme prevê o Estatuto do Idoso. Ministradas palestras para idosos, em visitação na Residência Oficial de Águas Claras - Roac, em 2016. Foram realizadas três visitações, com participação total de 120 idosos. Nas palestras, foram abordados temas como violência contra a pessoa idosa, rede de atendimento à pessoa idosa no DF e  envelhecimento e qualidade de vida e direitos da pessoa idosa, conforme prevê o Estatuto do Idoso. SECRETARIA DE ESTADO DE TRABALHO, DESENVOLVIMENTO SOCIAL, MULHERES, IGUALDADE RACIAL E DIREITOS HUMANOS

FLÁVIA RODRIGUES GUIMARÃES

ouvidoria@sedestmidh.df.gov.br
Realizado, em 2016, o Projeto Abril Indígena, em homenagem ao Índio Pataxó, na Praça do Compromisso, evento em alusão ao 19 de Abril, Dia do Índio, e visitação dos estudantes de ensino fundamental e médio ao Memorial dos Povos Indígenas, Santuário dos Pajés e à reserva Tekohaw Guajajara. Cerca de 400 pessoas participaram do evento. Concluído Realizado, em 2016, o Projeto Abril Indígena, em homenagem ao Índio Pataxó, na Praça do Compromisso, evento em alusão ao 19 de Abril, Dia do Índio, e visitação dos estudantes de ensino fundamental e médio ao Memorial dos Povos Indígenas, Santuário dos Pajés e à reserva Tekohaw Guajajara. Cerca de 400 pessoas participaram do evento. Realizado, em 2016, o Projeto Abril Indígena, em homenagem ao Índio Pataxó, na Praça do Compromisso, evento em alusão ao 19 de Abril, Dia do Índio, e visitação dos estudantes de ensino fundamental e médio ao Memorial dos Povos Indígenas, Santuário dos Pajés e à reserva Tekohaw Guajajara. Cerca de 400 pessoas participaram do evento. Realizado, em 2016, o Projeto Abril Indígena, em homenagem ao Índio Pataxó, na Praça do Compromisso, evento em alusão ao 19 de Abril, Dia do Índio, e visitação dos estudantes de ensino fundamental e médio ao Memorial dos Povos Indígenas, Santuário dos Pajés e à reserva Tekohaw Guajajara. Cerca de 400 pessoas participaram do evento. Realizado, em 2016, o Projeto Abril Indígena, em homenagem ao Índio Pataxó, na Praça do Compromisso, evento em alusão ao 19 de Abril, Dia do Índio, e visitação dos estudantes de ensino fundamental e médio ao Memorial dos Povos Indígenas, Santuário dos Pajés e à reserva Tekohaw Guajajara. Cerca de 400 pessoas participaram do evento. Realizado, em 2016, o Projeto Abril Indígena, em homenagem ao Índio Pataxó, na Praça do Compromisso, evento em alusão ao 19 de Abril, Dia do Índio, e visitação dos estudantes de ensino fundamental e médio ao Memorial dos Povos Indígenas, Santuário dos Pajés e à reserva Tekohaw Guajajara. Cerca de 400 pessoas participaram do evento. SECRETARIA DE ESTADO DE TRABALHO, DESENVOLVIMENTO SOCIAL, MULHERES, IGUALDADE RACIAL E DIREITOS HUMANOS

FLÁVIA RODRIGUES GUIMARÃES

ouvidoria@sedestmidh.df.gov.br
Realizada a 1ª edição da Olimpíada do Idoso, em outubro/2017, no Centro Olímpico e Paralímpico de Planaltina, com a participação de 350 pessoas.

O evento teve o objetivo de ampliar as possibilidades de inclusão da pessoa idosa, por meio da prática desportiva e de lazer, proporcionando o bem-estar físico, mental e social. Foram disponibilizadas as seguintes modalidades: bocha, natação, atletismo, disputa de lance livre, polo aquático, hidroginástica, aulão de ritmos, circuito de atividade física orientada e gincana interativa.
Concluído Realizada a 1ª edição da Olimpíada do Idoso, em outubro/2017, no Centro Olímpico e Paralímpico de Planaltina, com a participação de 350 pessoas.<br>
<br>O evento teve o objetivo de ampliar as possibilidades de inclusão da pessoa idosa, por meio da prática desportiva e de lazer, proporcionando o bem-estar físico, mental e social. Foram disponibilizadas as seguintes modalidades: bocha, natação, atletismo, disputa de lance livre, polo aquático, hidroginástica, aulão de ritmos, circuito de atividade física orientada e gincana interativa. Realizada a 1ª edição da Olimpíada do Idoso, em outubro/2017, no Centro Olímpico e Paralímpico de Planaltina, com a participação de 350 pessoas.<br>
<br>O evento teve o objetivo de ampliar as possibilidades de inclusão da pessoa idosa, por meio da prática desportiva e de lazer, proporcionando o bem-estar físico, mental e social. Foram disponibilizadas as seguintes modalidades: bocha, natação, atletismo, disputa de lance livre, polo aquático, hidroginástica, aulão de ritmos, circuito de atividade física orientada e gincana interativa. SECRETARIA DE ESTADO DO ESPORTE, TURISMO E LAZER DO DISTRITO FEDERAL

MIRIAM INÊZ PESSOA FRANÇA

ouvidoria.sesp.df@gmail.com
Realizada exibição do filme longa metragem Envelhescência, na Semana de Valorização da pessoa idosa (05 a 10/12/2016), no Espaço Itau de Cinema - Casa Park. O filme foi exibido para 100 participantes, dentre alunos da Universidade do Envelhecer/UnB e idosos. Concluído SECRETARIA DE ESTADO DE TRABALHO, DESENVOLVIMENTO SOCIAL, MULHERES, IGUALDADE RACIAL E DIREITOS HUMANOS

FLÁVIA RODRIGUES GUIMARÃES

ouvidoria@sedestmidh.df.gov.br
Fomentados em 2017, por meio do Fundo de Apoio à Cultura - FAC, 05 (cinco) projetos culturais de promoção do acesso a direitos culturais para jovens internos das unidades do Sistema Socioeducativo do Gama, Taguatinga, Planaltina e São Sebastião.

Por meio dos projetos: Criar Para Vencer; Segunda Chance - Leitura Sempre e Direitos Humanos; Nos Bastidores da Cultura - Os Processos de Fazer Arte; Abordagem Cultural; Ocupação Artística e Cultural da Unidade de Internação de São Sebastião e Método V.O.A.R. (ver, ouvir, aplicar e replicar), foram realizadas oficinas, cursos ou ações educativas nas áreas de artes plásticas, visuais e fotografia; artesanato; audiovisual; circo; cultura digital e arte-tecnologia; cultura popular e manifestações tradicionais; dança; design e moda; literatura, livros e leitura; música; ópera e musical ou teatro.

Concluído SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA DO DISTRITO FEDERAL

JULIANA CRISTINA OTONI BORGES

ouvidoria@cultura.df.gov.br
Realizada visita guiada, em setembro/2017, que possibilitou um passeio cívico, com aulas de história e cidadania, a 50 adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa. Concluído Realizada visita guiada, em setembro/2017, que possibilitou um passeio cívico, com aulas de história e cidadania, a 50 adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa. SECRETARIA DE ESTADO DE POLITICAS CRIANCAS, ADOLESCENTES E JUVENTUDE

JOSÉ CARLOS PRESTES ROCHA JUNIOR

ouvidoria@crianca.df.gov.br
Realizadas, desde 2015, por meio de parcerias, diversas ações de arte e cultura, com apresentação nas estações, algumas de forma itinerante:
  • Exposições fotográficas
  • Quadrilhas juninas e forró nos trilhos
  • Atividades circenses
  • Batalha de rimas
  • Performances de dança
  • Edições do projeto Rolê Cultural
  • Mostras de vídeo
  • Lançamentos de livro
  • Edições do cultura da população de rua do centro Pop
  • Apresentação de samba com idosos
  • Apresentações de coral
  • Apresentações de orquestra
  • Rodas de conversa
  • Atrações diversas apoiadas pelo Fundo de Apoio à Cultura
  • Festivais de dança
  • Edição de dança de sling
  • Edições do Cultura Trans
Concluído Realizadas, desde 2015, por meio de parcerias, diversas ações de arte e cultura, com apresentação nas estações, algumas de forma itinerante:
<ul>
    <li>Exposições fotográficas</li> 
    <li>Quadrilhas juninas e forró nos trilhos</li> 
    <li>Atividades circenses</li>
    <li>Batalha de rimas</li>
    <li>Performances de dança</li> 
    <li>Edições do projeto Rolê Cultural</li>
    <li>Mostras de vídeo</li>
    <li>Lançamentos de livro</li>
    <li>Edições do cultura da população de rua do centro Pop</li>
    <li>Apresentação de samba com idosos</li> 
    <li>Apresentações de coral</li>
    <li>Apresentações de orquestra</li>
    <li>Rodas de conversa</li>
    <li>Atrações diversas apoiadas pelo Fundo de Apoio à Cultura</li>
    <li>Festivais de dança</li>
    <li>Edição de dança de sling</li>
    <li>Edições do Cultura Trans</li>
</ul> Realizadas, desde 2015, por meio de parcerias, diversas ações de arte e cultura, com apresentação nas estações, algumas de forma itinerante:
<ul>
    <li>Exposições fotográficas</li> 
    <li>Quadrilhas juninas e forró nos trilhos</li> 
    <li>Atividades circenses</li>
    <li>Batalha de rimas</li>
    <li>Performances de dança</li> 
    <li>Edições do projeto Rolê Cultural</li>
    <li>Mostras de vídeo</li>
    <li>Lançamentos de livro</li>
    <li>Edições do cultura da população de rua do centro Pop</li>
    <li>Apresentação de samba com idosos</li> 
    <li>Apresentações de coral</li>
    <li>Apresentações de orquestra</li>
    <li>Rodas de conversa</li>
    <li>Atrações diversas apoiadas pelo Fundo de Apoio à Cultura</li>
    <li>Festivais de dança</li>
    <li>Edição de dança de sling</li>
    <li>Edições do Cultura Trans</li>
</ul> Realizadas, desde 2015, por meio de parcerias, diversas ações de arte e cultura, com apresentação nas estações, algumas de forma itinerante:
<ul>
    <li>Exposições fotográficas</li> 
    <li>Quadrilhas juninas e forró nos trilhos</li> 
    <li>Atividades circenses</li>
    <li>Batalha de rimas</li>
    <li>Performances de dança</li> 
    <li>Edições do projeto Rolê Cultural</li>
    <li>Mostras de vídeo</li>
    <li>Lançamentos de livro</li>
    <li>Edições do cultura da população de rua do centro Pop</li>
    <li>Apresentação de samba com idosos</li> 
    <li>Apresentações de coral</li>
    <li>Apresentações de orquestra</li>
    <li>Rodas de conversa</li>
    <li>Atrações diversas apoiadas pelo Fundo de Apoio à Cultura</li>
    <li>Festivais de dança</li>
    <li>Edição de dança de sling</li>
    <li>Edições do Cultura Trans</li>
</ul> COMPANHIA DO METROPOLITANO DO DF

FLÁVIA XAVIER ARAÚJO

ouvidoria@metro.df.gov.br
Realizada, em 2016, a reformulação do projeto Zoo com Vivência que visa proporcionar às pessoas idosas um contato mais próximo com a natureza, aliado à prática de atividades físicas e recreativas. Foram realizados 776 atendimentos nos anos de 2016 e 2017. Concluído Realizada, em 2016, a reformulação do projeto Zoo com Vivência que visa proporcionar às pessoas idosas um contato mais próximo com a natureza, aliado à prática de atividades físicas e recreativas. Foram realizados 776 atendimentos nos anos de 2016 e 2017. Realizada, em 2016, a reformulação do projeto Zoo com Vivência que visa proporcionar às pessoas idosas um contato mais próximo com a natureza, aliado à prática de atividades físicas e recreativas. Foram realizados 776 atendimentos nos anos de 2016 e 2017. Realizada, em 2016, a reformulação do projeto Zoo com Vivência que visa proporcionar às pessoas idosas um contato mais próximo com a natureza, aliado à prática de atividades físicas e recreativas. Foram realizados 776 atendimentos nos anos de 2016 e 2017. FUNDACAO JARDIM ZOOLOGICO DE BRASILIA

PAULO MAURÍCIO MACEDO ALEGRE ALARCON

ouvidoria@zoo.df.gov.br
 

 
 
 
SOBRE BRASÍLIA TRANSPARÊNCIA TURISMO
SOBRE O GOVERNO OUVIDORIA CARTA DE SERVIÇOS
CIDADÃO ACESSO À INFORMAÇÃO DÚVIDAS FREQUENTES
NEGÓCIOS COMUNICAR ERROS FALE COM O GOVERNO
SERVIDOR ACESSIBILIDADE  
GOVERNO DE BRASÍLIA

Todos os direitos Reservados ©
Palácio do Buriti, Praça do Buriti Brasília - DF
CEP 70075-900.
     
 
POTAL DE BALANÇO DAS PRIORIDADES DO GOVERNO DE BRASÍLIA
VERSÃO 1.0