Transparência    Ouvidoria    Acesso à Informação    Diário Oficial    Portal do Governo de Brasília  
   
BALANÇO DAS PRIORIDADES DO GOVERNO DE BRASÍLIA
 
 
 
 
 
 
INICIAL    DESTAQUES    TEMÁTICAS    PRIORIDADES    INICIATIVAS    POR ÓRGÃO   MAPA ESTRATÉGICO
SAÚDE
Programa: Frente preventiva-educacional
 
Prioridade: Reestruturação da Vigilância em Saúde para participação proativa na frente promocional de saúde, e integração com as demais áreas da saúde.
INICIATIVA STATUS ARQUIVOS
CONTATO
Implantado, em 2016, o Centro de Referência à Saúde do Trabalhador - Cerest, na Região de Saúde Sudoeste (localizado na C 12, Área Especial nº 01, Taguatinga).

O centro tem por objetivo ampliar a cobertura das ações de vigilância em saúde do trabalhador numa região que possui grande número de trabalhadores expostos aos principais riscos ocupacionais causadores de afastamento do trabalho no DF.
Concluído SECRETARIA DE ESTADO DE SAUDE

KATHERINE DOS SANTOS BORGES

ouvidoria@saude.df.gov.br
Reformada a estrutura do Laboratório Central de Saúde Pública do Distrito Federal - Lacen, com atualização e implantação de diagnósticos, ensaios e análises, além de maior conforto aos servidores.

O Lacen participa de vários programas de Avaliação Externa da Qualidade - AEQ, nos quais tem obtido importantes certificações de proficiência, aumentando, assim, a qualidade e confiabilidade das análises e exames ali realizados
Concluído SECRETARIA DE ESTADO DE SAUDE

KATHERINE DOS SANTOS BORGES

ouvidoria@saude.df.gov.br
Incrementado o programa Flores em Rede, criado em 2015 para prestar atendimento a crianças e adolescentes, mulheres, homens e idosos em situação de violência. Composto por 21 unidades, recebeu, no último triênio, um aumento de 500 horas de profissionais de saúde, para fortalecer as ações desenvolvidas no âmbito das unidades de saúde, aumentando a capacidade de atendimento.

A rede desenvolve ações de promoção, vigilância, prevenção e atendimento às pessoas em situação de violência em todas as regiões de saúde, atendendo indivíduos referenciados pelas Unidades Básicas de Saúde - UBS, Unidades de Pronto Atendimentos - UPA ou hospitais. A relação das unidades e seus endereços encontra-se em anexo.
Concluído SECRETARIA DE ESTADO DE SAUDE

KATHERINE DOS SANTOS BORGES

ouvidoria@saude.df.gov.br
Atualizado, em 2018, o Plano Integrado de Saúde para Prevenção, Controle e Enfrentamento da Dengue e Outras Arboviroses - 2018/2019, direcionado ao desenvolvimento de ações estrategicamente orientadas pelo cenário epidemiológico de cada região de saúde.

Com essa atualização, o planejamento das ações de controle do mosquito Aedes, de diagnóstico e tratamento da dengue, é desenvolvido e ajustado rapidamente, com o objetivo de controlar a disseminação da doença e evitar a ocorrência de casos graves e eventuais óbitos.
Concluído SECRETARIA DE ESTADO DE SAUDE

KATHERINE DOS SANTOS BORGES

ouvidoria@saude.df.gov.br
Instituída, em 2016, a Sala Interfederativa do Distrito Federal e de Goiás, com os municípios pertencentes à Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno - Ride/DF, que vem se fortalecendo por meio da construção de planos integrados de enfrentamento à dengue e outras arboviroses (doenças transmitidas por insetos) e da implementação da rede de monitoramento de epizootias (enfermidade que ataca um grande número de animais numa mesma região, num curto espaço de tempo).

A participação dos municípios da Ride/DF no planejamento de ações do biênio 2018-2019, se dá por meio da articulação de ações das secretarias municipais com as secretarias estaduais de saúde, estabelecendo atividades comuns e a soma de esforços para reduzir o risco de disseminação de epidemias na região.
Concluído SECRETARIA DE ESTADO DE SAUDE

KATHERINE DOS SANTOS BORGES

ouvidoria@saude.df.gov.br
Realizadas, anualmente, cerca de 100 mil visitas para os Levantamentos de Índice Rápido para Aedes aegypti - LIRAa.

Em março/2017, com a realização do LIRAa, foi possível identificar uma mudança relevante no comportamento na população do DF, que passou a armazenar água para uso doméstico de forma indiscriminada.

Os resultados dos levantamentos também subsidiam a priorização das ações do programa Cidades Limpas.
Concluído SECRETARIA DE ESTADO DE SAUDE

KATHERINE DOS SANTOS BORGES

ouvidoria@saude.df.gov.br
Implantado, em 2017, o programa Mensageiros da Água e desenvolvida a ação Escola Sem Mosquito, ambos voltados ao enfrentamento das mudanças de hábitos da população em relação às causas da dengue.
  • Foram capacitados como multiplicadores mais de 500 profissionais da educação. As ações foram fundamentais para orientar a população quanto ao uso racional da água, o armazenamento adequado e o combate ao Aedes.
Concluído SECRETARIA DE ESTADO DE SAUDE

KATHERINE DOS SANTOS BORGES

ouvidoria@saude.df.gov.br
Aprimorada, desde 2017, a análise da qualidade da água do DF, com as seguintes medidas:
  1. Descentralização das coletas de água para os Núcleos Regionais de Vigilância Ambiental - Nuval
  2. Elaboração do Plano Integrado de Monitoramento da Qualidade da Água de Consumo Humano em função da crise hídrica
  3. Monitoramento estratégico da água de consumo humano do lago Paranoá
  4. Elaboração de programação e repactuação do monitoramento de qualidade da água com o Laboratório Central de Saúde Pública - Lacen com os Nuval, com ampliação de amostras
  5. Monitoramento contínuo de cianobactérias e vibrião colérico, com coleta realizada por equipe especializada da Diretoria de Vigilância Ambiental - Dival/Secretaria de Saúde e análises no Lacen.
Concluído SECRETARIA DE ESTADO DE SAUDE

KATHERINE DOS SANTOS BORGES

ouvidoria@saude.df.gov.br
Participação do GDF, por meio da Secretaria de Saúde, no programa Vigilância de Violências e Acidentes - Viva, uma iniciativa do Ministério da Saúde com ações de vigilância nas principais emergências dos hospitais públicos.
  • As informações colhidas fundamentam a recomendação de ações de prevenção e assistência visando a redução de mortes e sequelas decorrentes de violência interpessoal ou autoprovocada e de violência e acidentes em unidades de urgência e emergência, contribuindo para a redução da morbimortalidade.
Concluído SECRETARIA DE ESTADO DE SAUDE

KATHERINE DOS SANTOS BORGES

ouvidoria@saude.df.gov.br
O Programa Brasília Vida Segura, lançado em 2016, tem contribuído para a redução de acidentes de trânsito por meio da vigilância de mortes e da recomendação de ações intersetoriais de segurança viária, enfrentamento do uso abusivo de álcool e das doenças crônicas (diabetes e hipertensão).

O projeto aplica a metodologia de intervenções breves da Organização Mundial de Saúde (OMS) e está alinhado com as metas globais voluntárias definidas pelas Nações Unidas, impactando mais de 600 mil habitantes do Distrito Federal até o fim de 2018.

Concluído SECRETARIA DE ESTADO DE SAUDE

KATHERINE DOS SANTOS BORGES

ouvidoria@saude.df.gov.br
Estabelecido, em 2016, o protocolo de monitoramento dos serviços de saúde e de alimentação antes e durante os Jogos Olímpicos em Brasília. Elaborada a regulamentação sanitária para o funcionamento de:
  • Food trucks
  • Serviços odontológicos
  • Salões de beleza
  • Estabelecimentos que desenvolvem procedimentos cirúrgicos em ambiente não-hospitalar
  • Academias de ginástica e parques aquáticos
  • Transporte de água potável
As normas compreendem licenciamento sanitário dos estabelecimentos, equipamentos e profissionais de interesse direto e indireto para a saúde, além da aplicação de sanções para quem der causa à proliferação de doenças transmissíveis por vetores.
Concluído SECRETARIA DE ESTADO DE SAUDE

KATHERINE DOS SANTOS BORGES

ouvidoria@saude.df.gov.br
Publicados, nos últimos três anos, 256 boletins informativos sobre doenças e agravos de interesse sanitário (link aqui) - promovendo informações sobre o cenário epidemiológico do DF e orientando ações dos serviços de saúde da rede SUS-DF. Concluído SECRETARIA DE ESTADO DE SAUDE

KATHERINE DOS SANTOS BORGES

ouvidoria@saude.df.gov.br
Constituídos planos estratégicos de enfrentamento a questões relevantes para a saúde da população do DF, definindo-se novas estratégias de saúde pública e agregando diversas ferramentas assistenciais e de vigilância. Nesse sentido foram estruturados:
  • Plano de Enfrentamento da Sífilis (versão 2018-2019)
  • Doenças Crônicas (versões 2012-2016 e 2017-2022)
  • Dengue e outras Arboviroses (versões 2015; 2016-2017 e 2018-2019).
Concluído SECRETARIA DE ESTADO DE SAUDE

KATHERINE DOS SANTOS BORGES

ouvidoria@saude.df.gov.br
Implementado, em 2015, o Comitê Técnico Operacional para Microcefalia relacionada ao Zika vírus, incorporando medidas de diversos setores da Secretaria de Saúde no esforço nacional de resposta à Emergência Nacional de Saúde Pública pelo aumento de casos da doença.
  • O comitê contribuiu para elucidar todos os casos levantados no DF e tem se desdobrado em diversos estudos científicos orientados para melhor esclarecer a dinâmica da doença.
Concluído SECRETARIA DE ESTADO DE SAUDE

KATHERINE DOS SANTOS BORGES

ouvidoria@saude.df.gov.br
Implantado, desde 2015, o Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunização - Sipni em todas as gerências de serviços de atenção primária em saúde - GSAP das regiões.
  • Aperfeiçoado o sistema de vigilância de doenças imunopreveníveis (sarampo, influenza, coqueluche, febre amarela etc.)
  • Houve melhora do registro das informações sobre a vacina realizada, o monitoramento das coberturas vacinais, a prestação de contas das doses aplicadas e permite, ainda, que os cidadãos possam resgatar os dados de vacinas aplicadas ao longo da vida
Concluído SECRETARIA DE ESTADO DE SAUDE

KATHERINE DOS SANTOS BORGES

ouvidoria@saude.df.gov.br
Atualizados os protocolos de Vigilância Epidemiológica, com o objetivo de fortalecer as ações da atenção primária à saúde, conforme disposto nos artigos 40 e 47 da Portaria nº 77/2017, de 14/02/2017 (link aqui).

Priorizadas, nas unidades básicas de saúde, entre outras, ações como:
  • Vacinação
  • Vigilância de doenças transmissíveis e não transmissíveis de populações expostas a riscos ambientais
  • Saúde do trabalhador
Concluído SECRETARIA DE ESTADO DE SAUDE

KATHERINE DOS SANTOS BORGES

ouvidoria@saude.df.gov.br
Criada, em 2016, a metodologia de avaliação dos hospitais públicos, baseada na apresentação de plano de ação para resolução das determinações da vigilância sanitária, resultando no credenciamento dos serviços junto ao Ministério da Saúde e no reforço do compromisso dos hospitais com a qualidade, por meio da adoção de instrumentos capazes de promover a melhoria da assistência prestada, em especial a segurança do paciente. Concluído SECRETARIA DE ESTADO DE SAUDE

KATHERINE DOS SANTOS BORGES

ouvidoria@saude.df.gov.br
Criado, em 2017, o Comitê de Monitoramento de Eventos de Saúde Pública - CMESP, para coordenar o monitoramento e eventual resposta da Secretaria de Saúde a eventos que possam trazer impacto na saúde das pessoas. O comitê se reúne semanalmente e conta com a participação das superintendências das regiões de saúde.
  • Em 2017 e 2018, o monitoramento sistemático dos casos de febre amarela e a resposta a esse evento de saúde pública levaram à reorientação da imunização nas unidades básicas de saúde.
Concluído SECRETARIA DE ESTADO DE SAUDE

KATHERINE DOS SANTOS BORGES

ouvidoria@saude.df.gov.br
Premiado, em 2016, na 6ª edição do Prêmio Neide Castanha, categoria Sistematização do Conhecimento, o Núcleo de Estudos e Programas na Atenção de Vigilância à Violência da Secretaria de Saúde, pela publicação do Manual do Grupo Multifamiliares.
  • O prêmio é um reconhecimento pela defesa dos direitos humanos, especialmente a luta contra a violência a que são submetidos crianças e adolescentes no Brasil.
Concluído SECRETARIA DE ESTADO DE SAUDE

KATHERINE DOS SANTOS BORGES

ouvidoria@saude.df.gov.br
Realizada, em novembro/2017, a 1ª Conferência Distrital de Vigilância em Saúde, caracterizando um importante espaço de discussão e debate entre usuários, gestores e trabalhadores sobre qual vigilância em saúde o Distrito Federal precisa desenvolver. Concluído Realizada, em novembro/2017, a 1ª Conferência Distrital de Vigilância em Saúde, caracterizando um importante espaço de discussão e debate entre usuários, gestores e trabalhadores sobre qual vigilância em saúde o Distrito Federal precisa desenvolver. Realizada, em novembro/2017, a 1ª Conferência Distrital de Vigilância em Saúde, caracterizando um importante espaço de discussão e debate entre usuários, gestores e trabalhadores sobre qual vigilância em saúde o Distrito Federal precisa desenvolver. SECRETARIA DE ESTADO DE SAUDE

KATHERINE DOS SANTOS BORGES

ouvidoria@saude.df.gov.br
Desenvolvida em três etapas, nos meses de agosto e setembro, a Campanha de Vacinação Antirrábica 2016, em cães e gatos: uma na área rural e duas na área urbana.
  • A iniciativa resultou em 164.644 cães e 24.521 gatos vacinados, totalizando 189.165 animais imunizados - o maior número desde 2002.
Concluído Desenvolvida em três etapas, nos meses de agosto e setembro, a Campanha de Vacinação Antirrábica 2016, em cães e gatos: uma na área rural e duas na área urbana.
<ul>
    <li>A iniciativa resultou em 164.644 cães e 24.521 gatos vacinados, totalizando 189.165 animais imunizados - o maior número desde 2002.</li>
</ul>
SECRETARIA DE ESTADO DE SAUDE

KATHERINE DOS SANTOS BORGES

ouvidoria@saude.df.gov.br
Elaborado, em 2016, plano de enfrentamento de doenças crônicas não transmissíveis no DF 2017-2022. O novo plano substituiu o plano distrital elaborado para o período de 2012-2016.
  • O plano é ferramenta norteadora para que as regiões estabeleçam ações de promoção da saúde, vigilância em saúde e cuidado integral no âmbito regional, visando à redução, no DF, da taxa de mortalidade prematura, em indivíduos de 30 a 69 anos, pelo conjunto das quatro principais DCNT (circulatórias, câncer, diabetes e respiratórias.
  • Realizadas, entre 2016 e 2017, reuniões de articulação para planejamento e implementação das ações previstas no plano, de acordo com o perfil epidemiológico das regiões de saúde.
  • As ações do plano ocorrem nas unidades básicas, nos hospitais, nas escolas e na comunidade.
Concluído SECRETARIA DE ESTADO DE SAUDE

KATHERINE DOS SANTOS BORGES

ouvidoria@saude.df.gov.br
 

 
 
 
SOBRE BRASÍLIA TRANSPARÊNCIA TURISMO
SOBRE O GOVERNO OUVIDORIA CARTA DE SERVIÇOS
CIDADÃO ACESSO À INFORMAÇÃO DÚVIDAS FREQUENTES
NEGÓCIOS COMUNICAR ERROS FALE COM O GOVERNO
SERVIDOR ACESSIBILIDADE  
GOVERNO DE BRASÍLIA

Todos os direitos Reservados ©
Palácio do Buriti, Praça do Buriti Brasília - DF
CEP 70075-900.
     
 
POTAL DE BALANÇO DAS PRIORIDADES DO GOVERNO DE BRASÍLIA
VERSÃO 1.0